quarta-feira, 25 de março de 2015

28 de março a 25 de abril Terá a exposição a reflexão sobre os sete pecados capitais no Museu da Imagem e do Som

ANOTAÇÕES DOS SETE PECADOS O grupo Antropoantro propõe a reflexão sobre os sete pecados capitais que é o tema da exposição que realizará no Museu da Imagem e do Som a partir de 28 de março. O grupo, formado por sete artistas apresenta o olhar individualizado de cada uma com um dos sete pecados, além de uma obra coletiva. A investigação do assunto foi iniciada pelas diversas leituras e palestras que tratam desse assunto, e foi assessorada por Marco do Valle que fez a curadoria dos trabalhos a convite do grupo. Segundo Marco do Valle, curador da mostra, “Anotações sobre os pecados” trata-se de um projeto inédito, no sentido de não ter sido ainda apresentado ao público. Realizadas em 2014, as obras envolvem diversas modalidades como: escultura, pintura, objeto, instalações e vídeo, não pretendendo ser homogênea, esta exposição que traz uma diversidade no modo de olhar o tema. Nos trabalhos não se encontra, exatamente, uma visão religiosa ou teológica dos conceitos e da história dos pecados como tentação, mas sim um conjunto que envolve artes plásticas, literatura, metalinguagem, pós-modernismo e conceitos estendidos destes pecados por cada uma das artistas em sua visão e forma de abordagem do tema. O enfoque traz uma espécie de atualização destes pecados entendidos na vida contemporânea. Claro que a moral e a estética mudaram, ficando a arte de hoje menos sensível a ética que em outros tempos. Os trabalhos destas artistas não pretendem ser uma divulgação de empenho moral, mas apontam como explanações ou visões deste mundo contemporâneo. Cada uma das artistas mergulha estes temas ou pecados no mundo contemporâneo. Com isto, revelam, ainda que por pouco tempo, por oposição ou indiferença, nossa percepção do que vivemos aqui e agora. Artistas e obras: o Beth Schneider – Luxúria o Inês Fernandez - Quando muito é pouco o Lalau Mayrink – Elogio à preguiça ou homenagem a Macunaíma o Olívia Niemeyer – Inveja mais ou menos Mira Schendel o Silvia Matos - Furor o Tina Gonçalez – Vanitas, vanitatus et omina vanitas o Vane Barini – Gula o Obra coletiva - Você está sendo filmado. ANOTAÇÕES DOS SETE PECADOS Grupo Antropoantro - Curadoria: Marco do Valle Quando: Abertura: 28 de março (sábado), às 10h30. Visitação: De 28 de março a 25 de abril, de terça a sexta-feira, das 10h às 18h e sábados, das 10h às 16h. Onde: MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE CAMPINAS Rua Regente Feijó, 859 – Centro (Palácio dos Azulejos) Entrada franca

28 e 29 de março Workshop de fotografia com ênfase em moda, beleza e retrato será realizado no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas em Campinas

O workshop "Ensaios fotográficos", com ênfase em moda, beleza e retrato, será ministrado em Campinas no fim de semana dos dias 28 e 29 de março, pelos fotógrafos Renato Junque e Daniel Ditscheiner, no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas, das 8h às 18h. Entre os tópicos abordados na atividade estão iluminação para ensaios (luz natural e speedlight), direção de modelo, técnicas de retrato, introdução ao tratamento de imagem, produção e realização de um editorial de moda, breve história da fotografia de moda, entre outros. O evento inclui modelo autorizando as fotografias para portfólio, produção com maquiagem, cabelo e moda, material didático e certificado, além de almoço (exceto bebidas) e coffee break incluídos no pacote do workshop. Sobre os profissionais Renato Junque é psicólogo, ator e fotógrafo de pessoas. Seu trabalho revela a personalidade e a beleza das pessoas de maneira extrovertida e leve. Em seu estúdio, já fotografou várias celebridades, e conta com equipe formada por profissionais qualificados para produção completa de ensaios. Daniel Ditscheiner é professor, é graduado em fotografia, licenciado em artes visuais, pós-graduado em história da arte e dedica-se de maneira acadêmica e prática nas pesquisas relacionadas a imagem. Realizou oficinas no estado de São Paulo, ministrou matérias no Pronatec Paulínia 2014 e dá aulas particulares em seu ateliê. Já formou mais de 200 alunos em fotografia. Possui um trabalho fotográfico dividido entre comercial (ensaios, eventos, produtos) e autoral, em que explora o olhar interior e pessoal. Serviço: Workshop de fotografia Local: Hotel Fazenda Solar das Andorinhas. Rodovia Campinas/Mogi-Mirim, km 121, bairro Carlos Gomes - Campinas Data: dias 28 e 29 de março Horário: das 8h às 18h Valor: R$ 829 (em até 3x s/juros). Inclui modelo autorizando as fotografias para portfólio, produção com maquiagem, cabelo e moda, material didático e certificado, além de almoço (exceto bebidas) e coffee break incluídos no pacote do workshop Informações e inscrições: daniel@professordaniel.fot.br

28 de março O cantor BELO + BOM GOSTO + DEIXA ROLAR se apresentam primeiro pagode do ano no CAMPINAS HALL

BELO + BOM GOSTO + DEIXA ROLAR >> PRIMEIRO DO PAGODE DO ANO NO CAMPINAS HALL << INGRESSOS > Pista 1º lote: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia) > Ala Vip Open Bar: R$ 80 (cerveja skol, agua e refri) LOCAL Campinas Hall | Rua Armando Strazzacappa, 130 ( Rodovia Dom Pedro I – km 136 ) HORÁRIO 21h - Abertura da casa PONTOS DE VENDA > Campinas Radical Vest Centro Rua José Paulino, 1052 / 19 3234-6110 Genesis Centro Rua 13 de Maio, 139 / 19 3231-6741 Radical Vest Pq. Das Bandeiras Av. John Boyd Dunlop, 3900 / 19 3227-4033 > Outras Cidades Americana - Loja Hippie Rua Whashington Luiz, 109 / 19 3407-5715 Hortolândia - Planeta Hippie Rua Luiz Camilo de Camargo, 145 / 19 3819-2219 Jundiaí - Cochabamba Sport Bar Rua Eduardo Tomanik, 543 Sumaré - Lua Hippie Av: Sete de Setembro, 160 / 19 3828-7246 Valinhos - Genesis Av. da Independência, 109 / 19 32990-0060 INFORMAÇÕES Oceania – (19) 3213.7898 www.facebook.com/oceaniaeventos CLASSIFICAÇÃO 18 anos

28 de março Banda 14 Bis faz show gratuito no Teatro do Sesi Campinas

A programação especial da temporada 2015 do teatro do Sesi Campinas traz um show da banda 14 Bis neste sábado (28), às 20h. A entrada é gratuita e os ingressos começam a ser distribuídos durante a semana (veja em serviço). O grupo traz ao palco um panorama dos 35 anos de carreira e 14 álbuns lançados, apresentando sua mistura original de rock progressivo e música regional com a qual se consagrou. Com forte influência dos Beatles, Rolling Stones, Deep Purple, Yes, Led Zeppelin e Pink Floyd, o 14 Bis foi criado no final de 1979 como um grupo brasileiro de padrão internacional. O Clube da Esquina – movimento musical mineiro da década de 1960 – também contribuiu para a definição do estilo original, popular e, ao mesmo tempo, sofisticado de fazer música da banda. O aval de Milton Nascimento – produtor do primeiro disco – e composições como "Natural" e "Canção da América" foram determinantes para a conquista imediata do público. Impossível não se emocionar ouvindo "Caçador de Mim", "Espanhola" e "Nos Bailes da Vida", entre tantos sucessos que fazem parte da história da música brasileira. O espetáculo recria essa atmosfera, oferecendo um retrato dos últimos 35 anos de carreira e dos 14 álbuns lançados, com canções melódicas, vocais apurados e a mistura original de rock progressivo e música regional. O grupo é composto por Cláudio Venturini (guitarras e voz), Sergio Magrão (baixo e voz), José de Castro Moreira (Vermelho - teclados e voz) e Hely Rodrigues (bateria e percussão). Mais sobre a programação do Teatro do Sesi Campinas Até o dia 8 de maio, a programação especial traz à cidade nomes como Jair Oliveira, Kiko Marques, Lucinha Lins, Virgínia Rosa e Tânia Alves. Serviço: Show: 14 Bis Local: teatro do Sesi Campinas. Av. das Amoreiras, 450, Parque Itália - Campinas. (19) 3772-4100 Data: 28 de março Horário: 20h Entrada: gratuita. Os ingressos serão distribuídos na semana do espetáculo na Secretaria Única do Sesi Amoreiras, às quartas e quintas, das 8h às 20h; e às sextas e sábados, das 8h às 16h. No dia do espetáculo, duas horas antes da sessão, os ingressos restantes serão distribuídos na entrada do teatro, sem a possibilidade de escolha de lugar. No máximo de 2 ingressos por pessoa Capacidade: 366 lugares

27, 28 e 29 de março A peça “Trair e Coçar é só Começar” retorna com apresentações no Teatro Brasil Kirin do Shopping Iguatemi Campinas

O espetáculo “Trair e Coçar é só Começar”, de Marcos Caruso, que completa 29 anos ininterruptos em cartaz, retorna a Campinas com apresentações nesta sexta (27) e sábado (28), às 21h, e domingo (29) às 19h, no teatro Brasil Kirin do shopping Iguatemi. Internautas do Campinas.com.br têm desconto de 50% na compra do ingresso. Acesse o link, imprima o voucher e apresente na bilheteria. Depois de São Paulo, Campinas é a cidade onde a peça mais se apresentou no Estado. Recordista no Brasil, a peça acumulou até agora um total de cerca de seis milhões de espectadores em quase nove mil apresentações desde sua estreia em 1986, no Rio de Janeiro. A inspiração de Marcos Caruso ao escrever a peça foi o gênero vaudeville, a comédia ligeira baseada na intriga e no equívoco. Toda a trama se fundamenta em supostas infidelidades. Ao ver a patroa Inês assediada pelo síndico do prédio onde mora, a atrapalhada empregada Olímpia supõe que ela esteja traindo o marido Eduardo, apesar de eles estarem preparando a festa de 16 anos de casados. Depois, ela ouve uma piada de Eduardo sobre “as namoradas” dele e conclui que o patrão também trai. Na cabeça de Olímpia, Lígia, a melhor amiga de Inês, também está sob suspeita, assim como o marido dela, Cristiano. As conclusões apressadas da empregada começam a gerar uma série de “quiprocós” a ponto de, em dado momento, todos os personagens se envolverem em uma confusão aparentemente sem saída. Convicta do princípio de que informação vale ouro, a esperta Olímpia começa a subornar seus patrões e os amigos deles. E a sucessão interminável de mal-entendidos se completa com a chegada de um vendedor de joias e de um padre. Em 29 anos, quase 100 atores passaram pela peça, entre eles, Suely Franco, Denise Fraga, Adriano Reis, Rômulo Arantes, José Augusto Branco, Ana Rosa, Alexandre Reinecke, Imara Reis, Roberto Arduin, Roberto Pirillo, Bruna Gasgon, Clarisse Abujamra, Mário Cardoso e Annamaria Dias. No elenco atual, a famosa personagem é interpretada por Anastácia Custódio. Completa o elenco de nove atores: Carlos Mariano, Mario Pretini,Tania Casttello, Carla Pagani, Miguel Bretas, Ricardo Ciciliano, Siomara Schröder e Ivan de Almeida. Serviço: Peça “Trair e Coçar é só Começar” Local: teatro Brasil Kirin do Shopping Iguatemi Campinas. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina (3º piso) – Campinas Data: 27, 28 e 29 de março Horário: 21h (sexta e sábado) e 19h (domingo) Ingressos: R$ 60 (inteira), R$ 30 (meia-entrada), R$ 45 (antecipado até o dia 26 de março) Vendas: na bilheteria do teatro. Funcionamento de terça-feira a sábado, das 13h às 21h, e domingos das 12h às 20h. (19) 3294-3166

27 de março Banda The Beat Beatles se apresenta no Teatro Castro Mendes em Campinas

A banda The Beat Beatles, formada por integrantes que participaram no início do grupo Beatles 4ever, se apresenta nesta sexta-feira (27), às 21h , no Teatro Castro Mendes, em Campinas. O show começa com a fase final da carreira de uma das maiores bandas de todos os tempos, quando os integrantes estavam prestes a se separar. Logo depois, a história entra na fase psicodélica, onde fizeram álbuns que são referências musicais até hoje, como "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" , que completou 40 anos em 2007. Em seguida, é apresentada a fase da "beatlemania", quando o grupo usava ternos elegantes e um corte de cabelo revolucionário para a época. Todas as roupas e adereços são réplicas fiéis dos figurinos da época, inclusive os instrumentos. A banda é formada por Fabio Colombini (John Lennon - voz, guitarra, violão, piano, baixo e gaita), Felipe Malagutti (Paul McCartney - voz, baixo, violão e piano), Mário Lourenço (George Harrison - guitarra e voz) e Fernando Colombini (Ringo Starr - bateria, voz e percussão). Os músicos já participaram de shows na Virada Cultural no ano de 2011, e executaram todos os álbuns dos Beatles em ordem cronológica. Também já se apresentaram no Teatro Crowne Plaza por três anos consecutivos e no Teatro União Cultural, de 2009 a 2012, entre outras apresentações. Serviço: Show: The Beat Beatles Local: Teatro Municipal José de Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial - Campinas. (19) 3272-9359 Data: 27 de março Horário: 21h Entrada: R$ 60 (inteira), R$ 40 (promoção - E-flyer Bônus - imprimir no site: artecomarteproducoes.com.br); recorte dos jornais Correio Popular, Jornal de Vinhedo e Tribuna de Amparo até o dia do show. Vendas: na Bbilheteria do Teatro Castro Mendes. (19) 3272-9359 (de terça a domingo, das 16h às 21h), Skill Idiomas em Valinhos (R. José Milani, 59 – Centro. De segunda a feira à sexta feira, das 08h às 22h, e sábados, das 08h às 13h. (19) 3829-0886) ou pela internet através do site www.compreingressos.com)

27 de março Tomá na Banda e Martina Marana se apresentam na primeira edição da Seresta na Praça de 2015

A primeira edição da Seresta na Praça de 2015 será animada, o samba e a música brasileira comandam a noite. Para abrir a noite da sexta-feira, 27 de março, o “ Tomá na Banda” conhecido por sua participação no carnaval campineiro irá homenagear o ex-presidente Camilo Chagas, falecido recentemente. No repertório, o as tradicionais marchinhas em tributo a forma como ele sempre viveu com alegria mesmo nos seus piores dias. Camilo Chagas sempre dizia “o luto do carnavalesco é a folia”. Na sequencia a voz suave a afinada da cantora Martina Marana que apresenta canções de compositores da nova geração da música popular brasileira, gravadas em seu cd “Correnteza de Ar”. Neste show a cantora será acompanhada por um quarteto formado por Dô de Carvalho (saxofone e flauta), Rafael Amarante (guitarra e violão), Ramon Del Pino (contrabaixo) e João Casimiro (bateria). A Seresta na Praça tem entrada gratuita e inicia às 20hs, na Praça Carlos Gomes, no centro da cidade. Martina Marana Martina Marana em seu mais recente trabalho “Correnteza de Ar” traz arranjos e direção musical do pianista André Marques e acompanhamento do grupo Noneto de Casa. Odisco conta também com um arranjo do trompetista Diego Garbin e um do guitarrista João Paulo Gonçalves. Seu repertório, com arranjos fortemente influenciados pela música de Hermeto Pascoal, une o universo da canção à linguagem da música instrumental brasileira em ritmos que vão do maracatu ao chamamé. Dentre outras apresentações, o show, recém lançado, já teve estreia internacional em janeiro deste ano, encerrando o 9o. Encuentro Internacional de Musicos Jazz a la Calle, na cidade de Mercedes, no Uruguai, ocasião em que também apresentou-se a Banda Mantiqueira. Tomá na Banda Era uma madrugada de 1985. Na mesa de um bar, no Cambuí, um grupo de amigos, inconformados com a solidão e calmaria nas ruas campineiras durante o Carnaval começaram a planejar. “Muitos planos são feitos de madrugada, nas mesas de bar”, afirma Camilo Chagas. Os planos viraram projeto quando o saudoso Bar Ilustrada promoveu uma feijoada para arrecadar fundos para a criação de uma banda de Carnaval. Na estréia, os carnavalescos contrataram quatro músicos da banda da Polícia Militar para animar a festa, em frente ao Ilustrada. No final da noite alguns foliões resolveram sair cantando e dançando pelas ruas do Centro. No retorno ao bar, perceberam uma pequena multidão havia engrossado o cortejo, entre eles, outros frequentadores da madrugada e pessoas que perambulavam pelas ruas. Estava criada a tradição. Desde então, nos sábados de Carnaval, a Tomá na Banda desfila pelas ruas de Campinas, seguida por quem quiser participar. SERESTA NA PRAÇA - MARÇO Quem: “ Tomá na Banda” e Martina Marana Quando: 27 de março- sexta-feira Horário: às 20hs Onde: Praça Carlos Gomes, no centro da cidade. Quanto: entrada gratuita

27 de março DCE Unicamp encerra Calourada 2015 com show do Emicida a partir das 16h, na Estação Cultura

O DCE da Unicamp está promovendo durante todo o mês de março atividades de recepção para os calouros da Universidade. A Calourada não acontece na Unicamp desde 1999 e a nova gestão “Nada Será como antes”, eleita em dezembro do ano passado, organizou uma vasta programação de debates, festas, shows, apresentações artísticas que se encerram no próximo dia 27 de março, sexta, com apresentações de bandas da Universidade e um grande show do rapper Emicida, na Estação Cultura. As atividades musicais terão início a partir das 16 horas. O show do Emicida está programado para as 21 horas, e para adquirir o ingresso, que é gratuito, é necessário levar um kilo de alimento não perecível, no DCE da Unicamp (Rua Euclides da Cunha, 71, Cidade Universitária Zeferino Vaz, próximo ao ginásio da Unicamp). Os Debates da Calourada Os próximos debates programados para os estudantes acontecem a partir de amanhã, 19, com o tema Segurança no Campus. Na segunda, dia 23, será a vez de debater a Reforma Política. Na terça, 24, a Educação Pública. Na quarta, dia 25 entra em a questão da Igualdade Racial. “Ciência e Tecnologia” será debatido no dia 26, quinta, quando também acontece o debate sobre o SUS. E os debates serão encerrados no dia 27, com o tema do LGBT. Todos os debates acontecem sempre às no CB em Campinas e às 19h, em Limeira. Com exceção tema LGBT e do SUS, que será apenas no campus de Campinas, ao meio dia. Emicida Emicida (Leandro Roque de Oliveira), é um rapper e produtor musical brasileiro, considerado uma das maiores revelações do hip hop do Brasil nos últimos anos. O nome "Emicida" é uma fusão das palavras "MC" e "homicida". Por causa de suas constantes vitórias nas batalhas de freestyle, seus amigos começaram a falar que Leandro era um "assassino", e que "matava" os adversários através das rimas. Mais tarde, o rapper criou também uma conotação de sigla para o nome: E.M.I.C.I.D.A (Enquanto Minha Imaginação Compor Insanidades Domino a Arte).É conhecido por suas rimas de improviso, o que fez ele tornar-se um dos MC's mais respeitados Sua carreira teve início no começo dos anos 90, quando seus pais organizavam bailes black e ele começava a compor suas músicas. Oriundo de família pobre, ele compunha as músicas e passava para seu amigo gravá-las e vendê-las. Hoje o cantor tem fãs em diversos países além do Brasil, principalmente Japão, França e Portugal. Em 2010, Emicida lançou o seu segundo single da carreira, intitulado “Besouro”. O Show do Emicida é promovido pelo DCE da Unicamp, com apoio: Secretaria de cultura de Campinas, EMDEC Informações: Sobre os debates: Sérgio Toshio Watanabe – Jack (celular 9981315277) Sobre os shows: Carlos Guerreiro (celular 994397387) Serviço Debates Campus Campinas: Local: Prédio do PB no Ciclo Básico Horário:12h Campus Limeira: Local: Pátio das entidades na FCA Horário: 19h Show Bandas universitárias e Emicida Quando: 27 março, sexta-feira. Horário: apresentação das bandas à partir das 16h/ Emicida às 21h Local: Estação Cultura – Rua Praça Floriano Peixoto, s/n. Estacionamento gratuito com entrada pela Vila Industrial - Rua Francisco Teodoro, 1050 Ingresso: 1 kg de alimento não perecível. Retirar no DCE

26 a 29 Na programação tem o querido Dudu Nobre, fazendo aquele samba no palco da Sua Casa Rio.

A Casa Rio Bar & Restaurante abre suas portas no distrito de Sousas com todos os trejeitos dos tradicionais bares do Rio de Janeiro. O célebre cartunista Jaguar já disse uma vez, em visita a Campinas, que há muito em comum entre esta cidade e a sua terra natal, o Rio de Janeiro, inclusive pela quantidade de botequins espalhados pelos quarteirões de ambas. Mas pela primeira vez um bar irá se dedicar de corpo e alma para trazer para Campinas o espírito e a qualidade da tradicional noite carioca, com sua gastronomia, musicalidade e alegria. Av. Antônio Carlos Couto de Barros , 1382 - Sousas / Campinas-SP 3258 3645 www.barcasario.com.br

26 de março Orquestra Sinfônica da Unicamp faz concerto gratuito na Casa do Lago

A Orquestra Sinfônica da Unicamp se apresenta no Espaço Cultural Casa do Lago, em Barão Geraldo, Campinas, na quinta-feira (26), às 20h. A entrada é gratuita. Sob a regência do maestro convidado Carlos Fiorini, os músicos irão interpretar duas obras do período romântico, “La mort de Cléopâtre”, de H. Berlioz, com participação da cantora Poliana Alves, e a “Sinfonia n. 8, em dó maior, D. 944”, de F. Schubert, consideradas emblemáticas da literatura orquestral. Sobre os convidados Professor da Unicamp desde 1997, o maestro Carlos Fiorini criou, em 1996, a Camerata Anima Antiqua, grupo dedicado à interpretação da música renascentista, do qual ainda é diretor artístico. Por 10 anos foi diretor artístico do Coral Campinas. Venceu o Concurso para Regentes da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, onde permaneceu como regente assistente em 1995. Atuou como regente e diretor musical do Festival de Canto “Aldo Baldin” de Florianópolis, e de montagens de óperas pela Cia. Ópera São Paulo, recebendo elogiosas críticas da revista “Ópera Actual” de Barcelona (Espanha). O maestro já atuou também à frente de várias orquestras, entre elas, Nacional de Cuba, Sinfônica de Americana, Filarmônica de Rio Claro, Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, Orquestra Jovem de Campinas e Orquestra Sinfônica de Sorocaba. Nas temporadas de 2005 a 2008, trabalhou como regente assistente e titular da Sinfônica Municipal de Campinas. Já a cantora Poliana Alves é doutoranda em Música – Práticas Interpretativas – Canto, pela Unicamp. Como solista, participou das óperas "Dido and Eneas" (Purcell), "Suor Angelica" (Puccini), "Cavalleria Rusticana" (Mascagni), todas com direção de Edmar Ferretti; "Cantata de Natal" (R. Tacuchian), "Cantata 78" (Bach), "Missa Diligite" (C. Guarnieri), "Tota pulchra es, Maria" (José Maurício Nunes Garcia), "Requiem" (Mozart), "Psalm 97" (Calimério Soares, primeira audição mundial), entre outtras. Executou junto à Orquestra Sinfônica da Unicamp as obras "El Amor Brujo" (M. de Falla) e foi solista da "9ª Sinfonia" (Beethoven), com as regências de Simone Menezes e Carlos Fiorini, respectivamente. Poliana desenvolve pesquisa no campo da música erudita brasileira do século 19 e início do século 20. É professora de canto no IARTE – Música, da Universidade Federal de Uberlândia (MG). Serviço: Música: Orquestra Sinfônica da Unicamp Local: Espaço Cultural Casa do Lago, Unicamp. Rua Érico Veríssimo, Cidade Universitária Zeferino Vaz, Barão Geraldo – Campinas Data : 26 de março Horário: 19h Entrada: gratuita

26 de março Luís Yabíku apresenta clássicos da música brasileira e internacional no Andarilho Bar

Após o lançamento do seu primeiro CD, "My Way", o cantor e vereador de Campinas Luís Yabíku inicia uma turnê para divulgar seu trabalho de estreia, com um show nesta quinta-feira (26), no Andarilho Bar, no Cambuí, às 22h. Acompanhado de banda, Yabíku vai interpretar grandes clássicos da música popular brasileira e internacional em inglês, português, espanhol e japonês. O show ainda terá a participação especial do cantor Antonio Cândido. No repertório do show, o cantor campineiro traz canções como os sucessos latinos "Abrázame así", do cantor e ator argentino Mario Clavell, e "Bésame Mucho", reconhecida como a canção mais cantada e gravada no idioma espanhol, escrita em 1940 pela compositora mexicana Consuelo Velásques. O repertório ainda traz "Can't Help Falling In Love", que faz parte da trilha sonora do filme “Blue Hawaii” de Elvis Presley, lançado em 1961. A música é uma versão de "Plaisir d'Ámor", do compositor francês de origem alemã Jean Paul Martini. Também não pode faltar a canção "My Way", faixa-título do seu álbum de estreia. Um dos diferenciais do show de Yabíku é a interpretação de sucessos internacionais e consagrados pelo público em versões lançadas no idioma japonês. Um deles será o clássico "Love is a Many Splendored Thing", tema do filme de mesmo nome do gênero drama-romântico, dirigido por Henry King e estrelado por William Holden e Jennifer Jones, em 1955. Sucessos da música popular brasileira, como "Brigas", "Garçom", "Tudo Passará" e "Filho Adotivo", entre outras, também estão no set list, assim como grandes hits "Me dê Motivo", da dupla Sullivan e Massadas, que fez sucesso na voz de Tim Maia, e "Gita", de Raul Seixas e Paulo Coelho, faixas que também integram o CD de Yabíku. Sobre Luís Yabíku Após uma vida dedicada ao serviço público, primeiro como servidor estadual concursado e depois como vereador em Campinas (atualmente exerce o seu quarto mandato), Luís Yabíku abraçou de vez uma de suas grandes e antigas paixões: a música. O CD "My Way" foi lançado em outubro de 2014 com um show na Fnac Campinas, no Parque D. Pedro Shopping. Descendente de imigrantes japoneses, Luís Yabíku é campeão estadual e nacional de concursos de Música Popular Japonesa, concorrendo ao lado de grandes artistas do Brasil e do Japão. Serviço: Show: Luís Yabíku Local: Andarilho Bar. Rua Sampainho, 197, Cambuí - Campinas. (19) 3254-3721 Data: 26 de março Horário: 22h Entrada: R$ 25 (antecipado) e R$ 35 (no dia do evento) Pontos de venda: Toledo Musical: Avenida Brasil, 1765 - Guanabara Sango Transportes Turísticos: Avenida Brasil, 2040 Drogaria LudyFarma - Rua Santo Antonio Claret, 43, Castelo Pelo telefone: (19) 99207-8129

25,26,27 e 28 Programação do Kabana Bar traz especial Aretha Franklin e Eric Clapton

O Kabana Bar, em Barão Geraldo, Campinas, promete mais uma semana agitada com as últimas programações do mês de março. Na quarta-feira (25), às 21h, o bar traz o DJ Jão com a tradicional rodada esportiva no telão e nas TVs da casa. Na quinta (26), a programação será com o especial Aretha Franklin e a banda The Soul Radio, além da participação da cantora Claudia Noemi e Dj Digão, a partir das 21h. No repertório, black music, R&B, soul, funk, além de clássicos british soul e neo soul contemporâneos trazendo grandes vozes da música, como James Brown, Marvin Gaye, Stevie Wonder, Michael Jackson, Des´ree, Joss Stone, John Legend, Cee Lo Green, entre outros. A sexta (27), a partir das 21h, terá o especial Eric Clapton 70 anos com a banda Lester Bangs e o DJ Rocha trazendo muito rock’n roll. No sábado (28), DJ Barata (foto) comanda o “Música para ver Maria sambar”, a partir das 21h. O músico toca exclusivamente com discos de vinil e traz sonoridades das décadas de 1960 e 70, incluindo samba, música instrumental brasileira, tropicália, bossa nova e bossa jazz, latin jazz, latin soul, 60’s soul, funk old school, afrobeats e grooves. Serviço: Música ao vivo Local: Kabana Bar. Av. Dr. Romeo Tórtima, 485, Barão Geraldo – Campinas. (19) 3201-8216 Horário: de quarta a sábado, das 21h às 2h30 Entrada: quarta, R$ 10 - entrada free até meia-noite para os nomes que estiverem na lista (www.kabanabar.com.br); quinta, R$ 10 (homem) e R$ 6 (mulher); sexta, R$ 15 (homem) e R$ 10 (mulher); sábado, R$ 12 (homem) e R$ 8 (mulher). Mulheres com nome na lista tem entrada free até meia-noite

25 e 26 de março Mostra de teatro a peça “Um Porto para Elizabeth Bishop”, com a atriz Regina Braga no Teatro Amil, Parque D. Pedro Shopping em Campinas

Chega a Campinas a Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura, uma parceria entre a Petrobras e o Ministério da Cultura, que traz o primeiro espetáculo, “Um Porto Para Elizabeth Bishop”, com a atriz Regina Braga. As apresentações ocorrem nesta quarta (25) e quinta-feira (26), às 21h, no teatro Amil do Parque D. Pedro Shopping. Os ingressos terão preços populares: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). As sessões também terão tradutores para linguagem de sinais (libras) e áudio–descrição, em dias alternados. Com direção de José Possi Neto, a peça de teatro retrata os anos que a poeta, prêmio Pulitzer de Poesia de 1956, viveu no Brasil, nas décadas de 1950 e 60, no Rio, em Petrópolis e em Ouro Preto. “O que aparece na peça são os anos de sua convivência com Lota Macedo Soares, o grande amor de sua vida e sua relação afetiva mais duradoura. Foi por causa de Lota que ela ficou no Brasil, e foi nesses anos que ela produziu uma parte importante de sua obra”, explica Marta Góes, autora do espetáculo. A aventura pessoal da poeta no Brasil começou em dezembro de 1951, quando, aos 40 anos, desembarcou de um cargueiro no porto de Santos para uma breve escala turística que se estendeu por anos. Estava profundamente deprimida e era alcoólatra. O encontro entre esta poeta e o Brasil exuberante e inquieto da época rendeu poemas, um livro-reportagem e cartas (reunidas em Uma arte, sua correspondência completa). Elizabeth Bishop viveu no Brasil de 1951 a 1966, mas voltou por muitos anos, ainda, à casa de Ouro Preto. Ela teve seu nome incluído nos mais importantes balanços da produção literária dos últimos 100 anos. Mais sobre a Mostra A Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura chega a Campinas após temporada de sucesso no Rio de Janeiro e São Paulo. Serão apresentados seis espetáculos, no período de março a agosto, sendo quatro espetáculos programados no teatro Amil ("Um Porto para Elizabeth Bishop", com Regina Braga; "Ausência", com Luiz Melo - dias; "Domésticas", com Bianca Byington; e "Obsessão", com Ana Baird, Anderson Cunha, Carla Faour, Celso Taddei, Daniel Belmonte), um gratuito na Estação Cultura ("Mistero Buffo", com Domingos Montagner, Fernando Sampaio e Fernando Paz), e um infantil no teatro Castro Mendes ("O Menino Teresa", com Cláudia Missura e Tata Fernades), em um total de 12 apresentações, duas de cada espetáculo. As apresentações têm apoio da Prefeitura de Campinas e da Conteúdo Teatral. Sobre o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura Lançado em abril de 2009, o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura foi criado com o objetivo de democratizar o acesso à cultura e já contemplou mais de 90 espetáculos teatrais. Até o momento já foram realizadas mais de 850 apresentações em 85 municípios de todos os estados brasileiros, atingindo público superior a 300 mil pessoas. Serviço: Teatro: "Um Porto para Elizabeth Bishop" - Mostra de Teatro-Panorama Petrobras Distribuidora de Cultura Local: Teatro Amil, Parque D. Pedro Shopping. Av. Guilherme Campos, 500, bairro Santa Genebra - Campinas. (19) 3756-9890 e 3756-9891 Data: 25 e 26 de março Horário: 21h Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Na bilheteria meia hora antes da apresentação

25 de março BONDE DA STRONDA e ZOOM BOXX apresentam no Club Syk

Nesta quarta (25), a partir das 22h, o trio Zoom Boxx, formado por Taty Cruz e pelos irmãos Sidney e Felipe de Oliveira, se apresenta na casa noturna Club Sky, no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas. Comemorando o lançamento do EP "Spark", primeiro trabalho autoral dos músicos, o público poderá conferir as seis faixas “Sinners Party”, “Bad Love”, “She Only 17” (B*tches Be Crazy), “We Are Zombies”, “Get Line” e “Skyes So Blu”. Esta última, também single do projeto, já ganha as redes sociais com videoclipe e lyric video, que podem ser conferidos nos canais oficiais do grupo. O trio une o hip house, mistura irreverente entre a música eletrônica e o hip hop, além de covers de grandes nomes do cenário como Calvin Harris, The Black Eyed Peas, Avicci e David Gueta. Serviço: Música eletrônica Local: Sky Club do Parque D. Pedro Shopping. Av. Guilherme Campos, 500, Jd. Santa Genebra – Campinas Data: 25 de março Horário: a partir das 22h Entrada: pista - R$ 60 (masculino) e VIP (feminino até 00h); camarote - R$ 60 (feminino) e R$ 110 (masculino). Valores com nome na lista e consumação inclusa

25 de março Harmônica Duo é atração musical no Almanaque Café

Com 10 anos de estrada, formado por Little Will e Marcio Scialis, o Harmônica Duo se apresenta nesta quarta-feira (25), às 21h, no Almanaque Café, em Barão Geraldo, Campinas. No show, os artistas fazem uma mescla de diversos ritmos e estilos, passando pelo blues e classic rock, chegando ao jazz e ao soul. Desde a primeira apresentação no Sesc Pompéia em 2005, o Harmônica Duo faz com que as músicas do setlist tenham uma interpretação diferente, de acordo com o momento. No CD lançado no ano de 2014, gravado em um único take, os artistam interpretam temas conhecidos, como “Route 66”, “Little Boogie” e “Freedom”, músicas autorais com o feeling do rockabilly e do blues rock pesado, com influências de B.B King e Eric Clapton. Little Will e Marcio Scialis também já participaram dos principais festivais de blues do Brasil entre eles o “Encontro Internacional de Harmônicas”, em 2005, apresentando-se no mesmo palco que gaitistas como Steve Guyger (Jimmy Roger) e Flávio Guimarães (Blues Etílicos ;e “Poços de Caldas Jazz &Blues Festival”. Serviço: Show: Harmônica Duo Local: Almanaque Café. Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240, Barão Geraldo – Campinas. (19) 3249-0014 Data: 25 de março Horário: 21h Entrada: R$ 20

25 de março Ricky Furlani faz show gratuito de black music brasileira no Espaço Cultural Maria Monteiro em Campinas

O músico Ricky Furlani traz a Campinas o projeto “Rock’n’Groove”, com um show gratuito de black music brasileira, como forma de homenagear grandes artistas da música, suas influências e a mistura com o rock e o blues. A apresentação será nesta quarta-feira (25), no Espaço Cultural Maria Monteiro, na Vila Padre Anchieta, às 12h. A entrada é gratuita. Ricky Furlani, idealizador do projeto, é considerado um dos principais guitarristas de rock e blues do país. O show trará no repertório clássicos da black music brasileira, como Tim Maia, Ed Motta, Rio Soul, Jorge Ben Jor e outros. “O objetivo mais importante desse projeto é criar uma nova linguagem musical instrumental através da fusão da black music brasileira ao estilo dos guitarristas internacionais que transitam entre o rock e o blues”, explica Ricky Furlani. O show é realizado pela 3S Projetos com recursos do ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo). O projeto também ocorre enquanto Ricky Furlani está lançando seu novo disco de rock instrumental, chamado “Fuzz Up”, álbum que acabou de sair na primeira lista de indicados à melhor disco instrumental no 15 Grammy Latino (2014). Participam do disco o baixista americano Philip Bynoe (Steve Vai) e o baterista Sandro Feliciano (Airton Moreira, P-Funk). Serviço: Música: Ricky Furlani - projeto “Rock’n’Groove” Local: Espaço Cultural Maria Monteiro. Av. Dom Agnelo Rossi, s/n, Vila Padre Anchieta - Campinas Data: 25 de março Horário: 12h Entrada: gratuita

25 de março Contadora de histórias Muriel Bloch participa da "Francofonia" no auditório da Livraria Cultura do Shopping Iguatemi Campinas

A programação em Campinas da "Francofonia", maior festa mundial da língua francesa e celebrada pela Aliança Francesa, traz literatura com a contadora de histórias Muriel Bloch. Contos franceses serão relatados por ela em apresentação na Livraria Cultura do Iguatemi Campinas nesta quarta-feira (25), às 19h. Os relatos serão em francês e não haverá tradução. Muriel será acompanhada pelo violonista, percussionista e cantor João Mota, de Guiné-Bissau. A entrada é gratuita. Muriel Bloch é contadora de histórias desde 1979. Seu repertório inclui contos, mitos e textos literários originários dos cinco continentes, direcionados a públicos de todas as idades. São mais de mil narrativas que ela adapta em função da demanda, do lugar, do momento e do seu público. Há três anos, é acompanhada pelo violonista, percussionista e cantor João Mota, de Guiné-Bissau, presente igualmente na companhia da cantora beninesa Angélique Kidjo há 20 anos. Muriel Bloch já esteve no Brasil para uma turnê em 2004, no teatro da Aliança Francesa de São Paulo, Brasília e no Sesc do Rio para contar, através da música, o mito afro-cubano “Cocozumba”. No ano seguinte, participou de eventos do ano da França no Brasil, a convite dos contadores do Rio de Janeiro. A programação completa da "Francofonia" pode ser conferida no site afcampinas.com.br. Serviço : Contos franceses com Muriel Bloch e música ao vivo com João Mota Local: auditório da Livraria Cultura do Shopping Iguatemi Campinas. Av.Iguatemi, 777, Vila Brandina - Campinas. (19) 3131-4646 Data: 25 de março Horário: 19h Entrada: gratuita

24 de março a 7 de junho Itinerância da 31ª Bienal de Artes de São Paulo chega ao Sesc Campinas

O Galpão do Sesc Campinas recebe a itinerância da 31ª Bienal de Artes de São Paulo, exposição composta por 30 obras selecionadas do conjunto artístico que integrou a última Bienal, realizada na cidade de São Paulo em 2014. A partir de diferentes relações entre ideias em torno dos termos “conflito”, “coletividade”, “imaginação” e “transformação”, a curadoria da Bienal selecionou trabalhos de artistas nacionais e estrangeiros. Com o título “Como (...) coisas que não existem”, a abertura da exposição será na terça, às 20h, e as visitações são gratuitas até o dia 7 de junho. Entre as obras selecionadas para a itinerância em Campinas destacam-se o vídeo “Apelo”, filmado por Clara Ianni e Débora Maria da Silva no cemitério Dom Bosco, em São Paulo (construído para receber os cadáveres das vítimas da Ditadura Militar); a colagem “It’s Just the Spin of Inner Life”, da polonesa Agnieszka Piksa; “Não é sobre sapatos”, série de imagens registradas por Gabriel Mascaro durante as manifestações de 2013, mas sob a ótica da polícia; “Open Phone Booth”, da curda Nilbar Güreş, que registra, por meio de fotos e vídeos, as soluções criativas encontradas pelos moradores de Bingöl, no Curdistão turco, para as discriminações sociais geradas pelo governo central; e “A Última Aventura”, pesquisa de fotografia documental em que a artista gaúcha Romy Pocztaruk registra os resquícios do projeto da Rodovia Transamazônica, projeto faraônico arquitetado durante a Ditadura Militar, no governo Médici. Ao todo são quatorze espaços que reúnem as obras de artistas nacionais e estrangeiros. Além da exposição, 18 profissionais, entre artistas, ativistas e pesquisadores, recebem grupos previamente agendados ou formados na hora para percursos, ações educativas e debates relacionados aos temas trazidos pelo recorte das obras. A proposta de receber o público em grupos, dá continuidade ao trabalho desenvolvido durante a exposição em São Paulo pelo Educativo da Bienal, agora com ênfase às questões locais da cidade de Campinas. A intenção desse trabalho é que as pessoas se identifiquem com as realidades retratadas nas obras, para que haja uma aproximação da arte contemporânea à realidade das pessoas que visitam a exposição. O agendamento de visitas em grupos, a partir de 11 anos e no máximo de 40 pessoas, com mediação dos educadores da Bienal, pode ser feito pelo e-mail agendamento@campinas.sescsp.org.br, durante todo o período da exposição. A mostra é uma realização conjunta da Fundação Bienal, Sesc São Paulo e Ministério da Cultura. Sobre a 31ª Bienal de São Paulo – Obras Selecionadas A 31ª Bienal de São Paulo teve 69 participações de 34 países, incluindo artistas, colaborações individuais e colaborações coletivas. Foram apresentados 81 projetos, dos quais 60% foram comissionados para a exposição. Com curadoria de Charles Esche, Pablo Lafuente, Nuria Enguita Mayo, Galit Eilat e Oren Sagiv, a mostra caracterizou-se pelo foco na vida contemporânea e obras que tocaram particularmente aspectos de religião, conflito social, sexualidade, ecologia e identidade. Para o conjunto itinerante, que circula por sete cidades até o fim de 2015, foram selecionadas obras de: Agnieszka Piksa, Ana Lira, Armando Queiroz, Arthur Scovino, Asger Jorn, Bruno Pacheco, Clara Ianni e Débora Maria da Silva, Danica Dakić, Éder Oliveira, Edward Krasinski, Gabriel Mascaro, Graziela Kunsch, Gülsün Karamustafa, Halil Altindere, Ines Doujak e John Barker, Johanna Calle, Juan Carlos Romero, Juan Downey, Juan Pérez Agirregoikoa, Marta Neves, Michael Kessus Gedalyovich, Mujeres Creando, Nilbar Güreş, Romy Pocztaruk, Teresa Lanceta, Thiago Martins de Melo, Virgínia de Medeiros, Vivian Suter, Voluspa Jarpa, Walid Raad, Yael Bartana, Yuri Firmeza. Serviço: 31ª Bienal de São Paulo – Obras Selecionadas Local: Galpão Multiuso do Sesc Campinas. Rua Dom José I, 270, bairro Bonfim - Campinas. (19) 3737-1500 Data: de 24 de março a 7 de junho Horário: abertura dia 24, às 20h. Visitação de terça a sexta, das 8h30 às 21h, sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 18h Entrada: gratuita Agendamento: através do e-mail agendamento@campinas.sescsp.org.br (grupos no máximo de 40 pessoas)

23 de março a 15 de abril Mostra Internacional de Artesanato traz para Campinas trabalhos de artesãos de oito países no Parque D. Pedro Shopping.

Campinas recebe o "Espaço Mostra Mundi – Mostra Internacional de Artesanato", no Parque D. Pedro Shopping, de 23 de março a 15 de abril. O evento, que já passou por diversas capitais do país, promove um intercâmbio cultural através da arte, cultura e do artesanato. A visitação é gratuita. O evento traz objetos em exposição e peças para venda. Estará disponível artesanato provenientes de oito países: Turquia, Paquistão, Dubai, Peru, Filipinas, Tunísia, Rússia e Índia. Muitos dos participantes são os próprios artesões que vêm ao Brasil para apresentar os trabalhos desenvolvidos eu seus países. O evento é uma oportunidade para o público ter contato com profissionais de várias partes do mundo, além de comprar peças exclusivas. A mostra busca valorizar o trabalho artesanal e estimular o interesse dos visitantes em relação aos costumes e à cultura dos países presentes. Da Índia, por exemplo, estarão em destaque os móveis entalhados à mão com cravejamento de bronze dentro da madeira. Da Filipinas, se destacam as peças feitas com madrepérola, tradição do artesanato filipino e usadas como utilitários e acessórios. As colchas do Paquistão, feitas de tecido preto pintado à mão sobre uma pedra e depois bordado manualmente com fios dourados, são um produto típico do país que estarão na Mostra. Tradicionais na Rússia, as bonequinhas pintadas à mão e encaixadas uma dentro da outra, chamadas Matrioskas, são um dos souvenirs mais famosos do país. As essências naturais da Tunísia e seus frascos soprados artesanalmente de vidro farão o público fazer uma viagem direto ao Oriente com suas fragrâncias originais, como a mil e uma noite, mirra, sândalo entre outras fragrâncias exóticas. Os produtos artesanais do Peru podem ser encontrados nas talhas de madeira, nas peças em prata, nas miniaturas coloridas em cerâmica que caracterizam cenas típicas peruanas e nos desenhos geométricos e harmônicos que adornam tecidos, espelhos e metais. Artesãos peruanos contemporâneos continuam mantendo as tradições, os desenhos sofisticados e as técnicas intrincadas herdadas das civilizações pré-colombianas. Com seus copos, taças e outros objetos de cristal e pintados à mão, os produtos da Turquia se destacam pela beleza e originalidade das peças. A mostra é organizada pela Korkmaz Arts & Crafts em conjunto com expositores do evento. Serviço: Mostra Mundi – Mostra Internacional de Artesanato Local: Entrada das Pedras do Parque D. Pedro Shopping. Av. Guilherme Campos, 500, Jardim Santa Genebra - Campinas Data: de 23 de março a 15 de abril Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingos, das 12h às 20h Entrada: gratuita Informações: mostramundi@mostramundi.com ou (11) 3221-6272 ou (11) 94992-0886

quarta-feira, 18 de março de 2015

22 e 29 de março Programação gratuita de teatro infantil no shopping Unimart

O shopping Unimart, em Campinas, em parceria com a Cia. Cultural Os Tonicos, está realizando uma programação de teatro para as crianças nos domingos do mês de março. As apresentações começaram no início do mês e seguem nos dias 22 e 29, sempre às 14h. Programação: 22/03, às 14h – Peça: "A Sorte do Papagaio". Autor: Robson Rocha Irreverente, o papagaio tem uma voz que não consegue ser imitada por nenhum outro bicho. Na trama, a criançada descobrirá como o papagaio aprendeu a falar. 29/03, às 14h – Peça: "O Sapateiro e os Duendes". 'Funkstórias' recontadas por Vivian French Um humilde sapateiro está passando por dificuldades financeiras. Até que, certo dia, alguns duendes decidem ajudá-lo e o sapateiro dará a volta por cima nos negócios. Serviço: Teatro infantil Local: Unimart Shopping Campinas. Av. John Boyd Dunlop, 350, Chácara da REpública - Campinas. (19) 3744-5000 Datas: 22 e 29 de março Horário: 14h Entrada: gratuita