quarta-feira, 8 de março de 2017

12 de março Espetáculo “Os Miseráveis” será apresentado no teatro Castro Mendes

O teatro Castro Mendes, em Campinas, recebe neste domingo (12), às 18h, o espetáculo "Os Miseráveis”, um dos musicais mais conhecidos de todos os tempos, com montagem da Jukebox Cia. de Teatro Musical. Inspirado na clássica obra de Victor Hugo, a história se passa durante o século 19, pouco depois da Revolução Francesa. O espetáculo aborda temas universais e contemporâneos, como a desigualdade social e contestação do governo. A peça acompanha a saga de Jean Valjean, preso por roubar um pão para alimentar o bebê de sua irmã. Solto 19 anos depois, ele tentará recomeçar sua vida e se redimir, ao mesmo tempo em que tenta fugir da perseguição do implacável inspetor Javert. Serviço: Espetáculo “Os Miseráveis” Local: Teatro Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial - Campinas Data: 12 de março Horário: 18h Ingresso: antecipados R$ 50 (inteira) e R$ 30 (meia). No dia – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) Vendas: no Conservatório Campinas (Av. Washington Luiz, 1945, Pq. Prado); na Academia PowerHouse (Av. Francisco Glicerio, 984, Centro) ou na bilheteria do teatro

11 de março 1º edição da “FeijoaDown” será realizada em março no espaço "Escuta o Cheiro"

Vem aí a primeira edição da “FeijoaDown”, um evento inclusivo que será realizado no dia 11 de março, no espaço "Escuta o Cheiro", no distrito de Sousas, em Campinas. Os interessados em ajudar podem fazer doação de alimentos para a feijoada ou adquirindo os convites que já estão à venda. Os ingredientes necessários para a preparação da feijoada são: bacon, carne seca, costelinha defumada, costelinha seca, linguiça calabresa, linguiça portuguesa, lombo suíno salgado, orelha de porco salgada, paio, pé de porco salgado, rabo de porco salgado, arroz, farinha de mandioca fina, feijão preto, manteiga, torresmo, azeite extravirgem, óleo e vinagre. A feijoada será preparada por uma equipe de 15 jovens com síndrome de Down, que serão responsáveis pelo pré-preparo dos alimentos e pela montagem do bufê. Todo o trabalho será acompanhado por um grupo de chefs voluntários. Os convites estão sendo vendidos no 1º lote por R$ 60 (individual, até 14 de fevereiro. No segundo lote, o convite custará R$ 80. O evento está sendo organizado pela Clínica Inclusione, Instituto Mano Down Campinas, Paladares e projeto "Escuta o Cheiro". Serviço: 1ª “FeijoaDown” Local: espaço "Escuta o Cheiro". Rua dos Expedicionários, 544, Sousas – Campinas Data: 11 de março Horário: 12h Convite: 1º lote – R$ 60 (até 14/02); 2º lote R$ 80. Bebidas serão cobradas à parte. Crianças até 7 anos não pagam Vendas e doações: pedidos através do e-mail contato@inclusione.com.br ou pelos telefones (19) 98120-9039 e (19) 99845-4545

11 de março Biblioteca central recebe heróis, alienígenas e seres poderosos

Início > Notícias > Biblioteca central recebe heróis, alienígenas e seres poderosos no sábado Notícias Biblioteca central recebe heróis, alienígenas e seres poderosos no sábado 06/03/2017 - 16:43 A Base Estelar Campinas realizará sua 14ª Convenção de Ficção Científica no dia 11 de março, sábado, na Biblioteca Pública Municipal Prof. Ernesto Manoel Zink, localizada ao lado da prefeitura, das 14 às 18h. A Base Estelar é composta por grupo campineiro de fãs de ficção científica. O evento terá mostra de episódios das séries Star Trek: The Next Generation e Star Trek: Voyager, desta vez com uma novidade. Os episódios a serem exibidos serão escolhidos pelo público presente entre as opções apresentadas pelos organizadores, mas todos têm em comum o personagem Q. Da programação consta ainda o bate-papo “Seres Poderosos: Quem manda na ficção científica?” sobre criaturas onipotentes na ficção científica, seja na literatura, nos quadrinhos, nos videogames ou no cinema. O debate terá a participação do escritor de ficção científica e professor de física José Raphael Daher; de Lisandra Suzuki, bióloga formada pela Unicamp; e de membros da Base Estelar Campinas. As convenções de ficção científica sao organizadas voluntariamente por membros da Base Estelar Campinas com o objetivo de divulgar o gênero tanto televisivo, cinematográfico e literário, além de apresentar ao público aspectos da ciência e tecnologia que permeiam o mundo contemporâneo. Programação 14h - Abertura do evento 14h05 - Apresentação sobre o personagem Q, da série Star Trek 14h25 - Episódio de Star Trek: A Nova Geração a ser escolhido pelo público presente 15h30 - Bate-papo – Seres Poderosos: Quem manda na ficção científica? 16h50 - Episódio de Star Trek: Voyager a ser escolhido pelo público 17h45 - Sorteio especial 17h55 - Vídeo de encerramento Serviço 14ª Convenção de Ficção Científica Quando: 11 de março, às 13h30 Onde: Biblioteca Municipal Prof. Ernesto Manoel Zink (Rua Benjamin Constant, 1.633 - Centro - Campinas) Entrada gratuita

10, 11 e 12 de março Comemorando 10 anos de "Improvável", Cia. Barbixas de Humor volta a Campinas

A Cia. Barbixas de Humor comemora 10 anos do espetáculo “Improvável” e retorna a Campinas para apresentações no teatro Iguatemi neste fim de semana, dias 10, 11 e 12 de março. No palco, o trio de humoristas Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento e Elidio Sanna (os Barbixas) usa a improvisação como linguagem para a criação de jogos e cenas artísticas de humor. “Improvável” foi criado em 2007 inspirado no programa de televisão britânico “Whose Line is It Anyway?” e nos espetáculos brasileiros de improvisação teatral “Zenas Emprovisadas” (ZE) e “Jogando no Quintal”. Na apresentação, um mestre de cerimônias apresenta as regras dos jogos, a plateia sugere os temas e os atores improvisam as cenas na hora e sem nenhuma preparação prévia. Assim, nunca uma apresentação é igual à outra - fazendo com que o público sempre retorne. Diversos nomes do humor nacional e internacional já participaram do espetáculo, entre eles: Fábio Porchat, Marco Luque, Rafinha Bastos, Oscar Filho, Marianna Armellini, Maurício Meireles, Gustavo Miranda (Colômbia), Jose Luiz Saldanha (México), Mario Bomba (Portugal), César Mourão (Portugal). Serviço: Espetáculo “Improvável” - Cia Barbixas de Humor Local: Teatro Iguatemi - 3º piso do Iguatemi. Av Iguatemi, 777, Vila Brandina – Campinas. (19) 3294-3166 Data: 10, 11 e 12 de março Horário: sexta-feira, às 20h e 22h; sábado, às 19h e 21h; domingo, às 18h e 20h Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia) Vendas: na bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 20h) ou pela internet: ingressorapido.com.br

10 e 11 de março Drama e sutileza no novo ciclo de cinema no Museu da Imagem e do Som (MIS)

Início > Notícias > Drama e sutileza no novo ciclo de cinema no Museu da Imagem e do Som (MIS) Notícias Drama e sutileza no novo ciclo de cinema no Museu da Imagem e do Som (MIS) 02/03/2017 - 15:31 O ciclo de cinema "Diversidade Cultural - Outras Linguagens, Outros Olhares", realizado no Museu da Imagem e do Som (MIS), apresenta, neste mês, dois filmes que, com sua identidade peculiar, retratam conflitos históricos e contradições da sociedade contemporânea. A entrada é gratuita. No dia 10, às 19h30, o público poderá conferir "As Flores de Kirkuk", de Fariborz Kamkari , que faz um recorte do Iraque nos anos 1980, durante o regime de Saddam Hussein. A história conta a saga da médica Najla, forçada a escolher entre os seus sonhos e as tradições da família. Ela decide voltar da Itália, onde estudava, para Kirkuk, e encontrar o seu noivo curdo, um lutador da resistência. Najla segue o seu noivo durante o genocídio curdo, num relato que tem como pano de fundo um dos capítulos mais brutais da história iraquiana. O casal terá que lutar em busca da manutenção desse amor. No dia 11, às 16h, será exibido "Caramelo", da diretora libanesa Nadine Labaki. Misto de drama com romance, a obra, lançada em 2007 no Festival de Cannes, retrata de forma sutil as questões políticas do Líbano na virada do século 21. A partir do título, uma referência a um método de depilação que consiste em aquecer açúcar, água e suco de limão, o filme leva o espectador a experimentar a mistura entre o doce, o salgado e o amargo das relações cotidianas tão diversas quanto universais. Serviço 10/03, 19h30 - "As Flores de Kirkuk" , de Fariborz Kamkari 11/03, 16h - "Caramelo", de Nadine Labaki Onde: Museu da Imagem e do Som (Rua Regente Feijó, 859. Centro. Campinas). Telefone: (19) 3733-8800.

10 e 11 de março Sinfônica de Campinas abre temporada de concertos em 2017

A temporada de concertos em 2017 da Orquestra Sinfônica de Campinas será aberta nesta sexta-feira (10) e sábado (11), com apresentações no teatro Castro Mendes, às 20h. Seis músicos conhecidos nos seus naipes por interpretações emblemáticas do repertório orquestral irão subir ao palco como solistas, sob a regência do maestro Victor Hugo Toro. Timbres, ritmos, fraseados exuberantes de obras que atravessaram os séculos serão interpretados por Carlos Coradini (oboé), Elaine Lopes (clarineta), Ricardo de Oliveira (fagote), Isac Emerick (trompa) na "Sinfonia Concertante para Sopros, KV 297b, de W. A. Mozart (1756 – 1791). Já os violinistas Walter Finatto Ansante e Samuel Pires de Lima (violinos) executam a "Sinfonia Concertante para dois Violinos em Ré maior", de Manuel José Gomes (1836-1896), o Maneco, pai de Carlos Gomes. Para completar o programa, uma seleção de temas conhecidos de Richard Wagner (1813-1883): "Os Mestres Cantores de Nuremberg, Prelúdio", "Tristão e Isolda, Prelúdio, Ato III", "O Holandês Voador, wwv 63, Abertura" e "Tannhäuser, www 70, Abertura". Para combinar boa música à gastronomia, haverá food trucks na praça localizada em frente ao teatro. Mais sobre os solistas Samuel Lima (violino) iniciou seus estudos musicais aos nove anos de idade. Estudou violino com vários professores renomados. Dentre as principais instituições se destacam Escola Municipal de Música de São Paulo, ECA/USP e Universidade Metropolitana de Santos -Licenciatura e pedagogia. Participou de vários festivais no Brasil, Bélgica e Alemanha - Sommermusikakademie Hundisburg. Atualmente ocupa o cargo de chefe de naipe, solista 1, dos segundos violinos da Sinfônica de Campinas, Spalla da Orquestra Sinfônica de Piracicaba e Regente Titular da Orquestra Filarmônica de Nova Odessa. Mestre em Música (violino) pela Unicamp, Walter Finatto Ansante começou seus estudos de violino aos oito anos de idade. Participou de masterclasses sob orientação dos professores Haldan Martinson (EUA), Eva Szekely (EUA), Natalia Alenitsyna (Rússia), e Yang Liu (China). Foi 1º violino do Quarteto de São José dos Campos e Spalla da Orquestra Sinfônica de São José dos Campos. Em 2009, participou do Festival Bled (Eslovênia), na classe do professor Roman Simovic (Rússia). Na área de música de câmara fundou e atua com o Quinteto de Cordas de Campinas. Elaine Lopes musicista Sinfônica de Campinas concerto música teatro Castro MendesNatural de São Paulo, Elaine Lopes (clarineta) iniciou seus estudos musicais no Conservatório de Tatuí. Bacharel em instrumento pela ECA-USP, obteve o título de Mestre em Música sob orientação de Roberto Pires. Participou de diversos festivais. Integrou a Orquestra Sinfônica de Sorocaba, Orquestra Experimental de Repertório, Orquestra de Sopros de Tatuí e a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo. Atualmente desenvolve atividade camerista junto ao quarteto ‘Clarasclarinetas (clarineta e clarone) e ocupa a cadeira de 1ª clarineta Solista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Pós graduado no Aufbaustudium de Fagote e Música de Câmara na Escola Superior de Música de Saarbrücken (Alemanha) na condição de bolsista do Serviço de Intercâmbio Alemão, Ricardo Aurélio de Oliveira concluiu seu Bacharelado em música pela Unicamp. Premiado em concursos nacionais e internacionais, o fagotista Ricardo destaca-se como camerista e solista, além de integrar a Sinfônica de Campinas. Desde 1993, Carlos Coradini (oboé) atua na Sinfônica de Campinas, onde exerce o cargo de Professor de Orquestra, Solista I (chefe de naipe dos oboés). Iniciou seus estudos em música no ano de 1975 na Escola de Música de Piracicaba com o professor Luis Carlos Justi (oboé). Isac Emerick (trompa) ingressou na Sinfônica de Campinas em 1995. É técnico em música, instrumento trompa, pela Escola de Música da UFMG, em Belo Horizonte, onde teve aulas com os professores Ronaldo Augusto de Araújo e Elaine Fagiolli. Atualmente ocupa a cadeira de 1ª trompa solista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Serviço: Música: Abertura da temporada artística da Orquestra Sinfônica de Campinas Local: Teatro Castro Mendes. Praça Correa de Lemos, s/n. Vila Industrial - Campinas). (19) 3272-9359 Data: 10 e 11 de março Horário: 20h Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (estudantes, aposentados), R$ 10,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências); R$ 5 (estudantes das redes municipal e estadual)

10 e 11 de março Jazz e "DoChoro àSalsa" estão na agenda musical da Battataria Suíça do Cambuí

As programações musicais da Battataria Suíça do Cambuí, em Campinas, continuam agitando as noites de sexta-feira e sábado, sempre a partir das 20h. Nesta semana, o "JazznaBattata" será comandado pelo músico Adriano Dias ao lado de convidados, na sexta (10). Já o "DoChoro àSalsa" recebe o duo formado por Rodrigo Duarte & Marcelo Silveira. Para acompanhar as noites de boa música, a Battataria Suíça oferece um cardápio variado de batatas rosti. São mais de 30 opções de receitas, incuindo alternativas vegetarianas. A casa ainda traz promoções: na "Terça em Dobro", o cliente pode comprar duas batatas (dos sabores do 1 ao 18 do cardápio) por R$ 24,90, ou seja, cada batata sai por apenas R$ 12,45. Lembrando que esta promoção está disponível somente às terças-feiras, no jantar. Além disso, estes mesmos sabores também estão com preços promocionais: R$ 18,90 cada, todos os dias, tanto para consumo no local como para delivery. Serviço: Battataria Suíça Unidade Cambuí. Rua Sampaio Peixoto, 297 – Campinas. (19) 3254-1122 Música: "#JazzNaBattata”, às sextas-feiras; "DoChoro àSalsa", aos sábados - sempre às 20h Horário de funcionamento da casa: segunda a sexta, das 11h às 15h e das 18h até 0h30; sábado e domingo, das 18h até 0h30 Unidade Parque D. Pedro Shopping. Avenida Guilherme Campos, 500, praça de alimentação - Campinas Horário de funcionamento: segunda a domingo, das 11 às 22h

10 de março ABAL Campinas abre temporada 2017 com recital de gala

A Associação Brasileira Carlos Gomes de Artistas Líricos (ABAL) de Campinas inaugura a temporada 2017 da série “Encontros Musicais” nesta sexta-feira (10), retomando as apresentações no auditório do Centro de Ciências Letras e Artes (CCLA), a partir das 20h. A entrada é gratuita. O recital lírico se destaca com a presença do tenor convidado, Matheus Lemes Pompeu, o qual vem se impondo como cantor de qualidade técnica e timbre de rara clareza e força, e ainda da musicista e soprano Ana Carolina Sacco, a pianista solista Giovana Brasil e o pianista Chiquinho Costa. Este primeiro evento da ABAL Campinas, que chega a seu 35º ano de presença no cenário musical de Campinas, tem como objetivo proporcionar ao público conhecer intérpretes líricos que podem se consagrar nos palcos nacionais e internacionais, da ópera e da música de câmera, no futuro. No programa estão árias de Donizetti, Verdi, Puccini, Bizet, canções de Tosti e Poulenc, e peças de piano de C. Debussy e Chopin. Serviço: Recital lírico: abertura da temporada 2017 da série "Encontros Musicais" - 35 anos Local: auditório do Centro de Ciências Letras e Artes. Rua Bernardino de Campos, 989, Centro - Campinas. (19) 3231-2567 Data: 10 de março Horário: 20h Entrada: gratuita

9, 10 e 11 e março Jimmy Rocker, em Campinas, traz agenda musical

As noites de rock continuam agitando o bar Jimmy Rocker, em Campinas. A agenda musical começa na quinta-feira (9) com show do Simon Lira Trio. O set list do grupo traz o rock’n'roll dos anos 1950, o blues/rock e o classic rock dos anos 1970 até os 80. No repertório, Elvis, Beatles, Creedence, Whitesnake, Gary Moore, Billy Idol, entre outros. As melhores músicas do classic rock serão apresentadas pela banda Rockaway na sexta-feira (10). O repertório do grupo reúne Whitesnake, Deep Purple, Led Zeppelin, Aerosmith, Rolling Stones, Van Halen, AC/DC e vários outros. O sábado (11) será com rock, soul, blues e lançamento de cerveja para animar a noite. O quarteto Black & Back leva ao palco grandes sucessos de Led Zeppelin, Black Sabbath, Stevie Ray Vaughan, Stevie Wonder, The Doors, James Brown, Amy Winehouse, Joss Stone, Michael Jackson, entre outros, tudo com muito groove, transformando rock’n'roll em soul, pop em r&b. Além disso, a programação traz o lançamento da nova cerveja da Crazy Rocker, a Pink Fluid Witbier (com raspas de limão siciliano e hibisco), e com valor promocional. Serviço: Música ao vivo Local: Jimmy Rocker. Av. Andrade Neves, 2042, Castelo – Campinas. (19) 2519-1631 Datas: 9, 10 e 11 e março Horários: quinta - abertura da casa às 20h30 e show a partir das 21h; sexta e sábado - abertura da casa às 20h30 e show a partir das 22h30 Entrada: quinta - entrada gratuita para mulheres e R$ 5 homens; sexta e sábado - mulher R$ 15 (com nome na lista R$ 10); homem R$ 20 (com nome na lista R$ 15) Nomes na lista somente pelo email lista@jimmyrocker.com.br até as 19h30 do dia do evento. Lembrando que os nomes na lista não garantem a entrada em caso de lotação máxima da casa. A entrada é por ordem de chegada Mais informações inbox na fan page do Jimmy Rocker ou no site do bar

9 de março Bee Gees Alive retorna para mais um show em Campinas

A banda Bee Gees Alive volta a se apresentar em Campinas, no teatro Iguatemi, nesta quinta-feira (9), às 21h. Aclamados em 2003 pela crítica especializada internacional como uma das três melhores bandas tributo aos Bee Gees em todo o mundo, os músicos executam clássicos como “Massachusetts”, “Words”, “To Love Somebody, Stayin'Alive”, “More Than a Woman”, “I Started a Joke”, “Lonely Days”, “Night Fever”, “How Deep is your Love”, e tantos outros sucessos que marcaram a carreira da lendária banda A semelhança do grupo Bee Gees Alive com os irmãos Barry, Robin e Maurice Gibb é um dos destaques do show. Além disso, o figurino e o formato da apresentação é idêntica ao do trio britânico, uma experiência rara aos fãs dos irmãos Gibb e apreciadores de um dos melhores repertórios pop de todos os tempos. Hoje, a banda Bee Gees Alive percorre o Brasil fazendo shows e já foi vista por mais de 900 mil pessoas. Serviço: Show: Bee Gees Alive Local: Teatro Iguatemi - 3º piso do Iguatemi. Av Iguatemi, 777, Vila Brandina – Campinas. (19) 3294-3166 Data: 9 de março Horário: 21h Ingresso: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) Vendas: na bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 20h) ou pela internet: ingressorapido.com.br

08 à 13 de março Exposição "Todos Podem Ser Frida" faz itinerância em Campinas

Campinas recebe nesta quarta-feira, 8 de março, a emblemática exposição "Todos Podem ser Frida", idealizada pela fotógrafa Camila Fontenele Miranda. A mostra marca o Dia Internacional da Mulher na cidade. Itinerante, a exposição irá percorrer espaços públicos, como Estação Cultura, CEUs Florence e Esperança e Museu da Imagem e do Som (MIS), sempre com entrada gratuita, até 13 de abril. A montagem reúne 24 fotografias e conta, ainda, com uma parte interativa, na qual o público poderá se transformar na própria Frida, utilizando cenografia e adereços oferecidos nos locais. Em "Todos Podem ser Frida", a curadora apresenta fotos seriadas e produzidas especialmente para compor o projeto, iniciado em 2012, e também imagens captadas a partir de intervenções públicas, quando pessoas, utilizando vestimentas e maquiagem que remetem à imagem de Frida, posaram para a fotógrafa, em diversos eventos. Por meio de modelos masculinos caracterizados como a artista mexicana, a fotógrafa capturou as conexões existentes entre arte, identidade de gênero e comportamento social, uma referência à própria história de vida da pintora e seus autorretratos reconhecidos pela inversão de papéis. Exposição Todos Podem Ser Frida Dia da Mulher fotosA produção foi realizada por artistas plásticos convidados por Camila e com modelos do sexo masculino. A inversão de papéis e gênero foi propositadamente escolhida para mostrar que a imagem da Frida está presente nas várias nuances do ser humano. Considerada parte do Surrealismo por especialistas em artes plásticas, Frida Kahlo insistia: “Nunca pintei sonhos. Só pintei a minha própria realidade”. Essa ideia é o que mantém viva a essência da obra da pintora mexicana, que se tornou um exemplo de superação após sofrer um grave acidente aos 18 anos. Com um espelho diante de sua cama, aventurava-se por pinturas repletas de cores vibrantes que, ao mesmo tempo em que retratavam a dramaticidade de sua própria vida, ainda permitiam estabelecer conexões entre sexualidade e arte. Frida, aliás, relacionava-se tanto com homens quanto com mulheres e, em seus autorretratos, por muitas vezes aparecia com roupas “masculinas” e invertendo sua identidade de gênero. A itinerância da exposição em Campinas é realizada em parceria com o Museu da Diversidade Sexual, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Serviço: Exposição "Todos Podem ser Frida", de Camila Fontenele de Miranda 08 a 19/03 - Estação Cultura. Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n, Centro - Campinas). Visitação: quarta a sexta, 17h às 20h; sábado e domingo, 9h às 17h 24 a 29/03 - CEU Florence. Rua Lasar Segal, 110, Jardim Florence - Campinas). Visitação: diariamente, das 13h às 19h 31/03 a 05/04 - CEU Esperança. Rua André Grabois, s.n, Vila Esperança - Campinas. Visitação: diariamente, 13h às 19h 07 a 13/04 – Museu da Imagem e do Som (MIS). Rua Regente Feijó, 859, Centro - Campinas). Visitação: segunda a sexta, 10h às 18h e das 19h30 às 22h; sábados, 10h às 16h Entrada: gratuita

8 de março Ilcéi Mirian e Bruna Volpi fazem show em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, as cantoras Ilcéi Mirian e Bruna Volpi apresentam o show “Mulheres que Cantam e Encantam” no teatro Castro Mendes, a partir das 20h30. O show aborda a figura feminina na Música Popular Brasileira em seus diversos aspectos, e fará referências desde à Chiquinha Gongaza, passando por intérpretes e compositoras como Dolores Duran, Leci Brandão, Marisa Monte, Ana Carolina, com destaque para Dona Ivone Lara e Rita Lee, damas do samba como Clara Nunes, e muitos outros nomes: Gal Costa, Clementina de Jesus, Maria Bethânia, Nara Leão, Beth Carvalho, Marina, Ivete Sangalo, Alcione, Elba Ramalho, Simone, Elizeth Cardoso, Adriana Calcanhoto. Ilcéi e Bruna apresentarão canções de seus trabalhos acompanhadas do Quarteto MPB. O espetáculo pretende fazer da data uma noite de reflexão e conscientização ao som de parte do que há de melhor da MPB, contextualizado canções apresentadas, e ainda abordando temas como submissão, machismo, misoginia, sexismo e empoderamento feminino Serviço: Show “Mulheres que Cantam e Encantam” Local: teatro Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial. Campinas. (19) 3272-9359 Data: 8 de março Horário: 20h30 Entrada: antecipado até 07/03 - R$ 15; no dia - R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) Ponto de venda: Tonico's Boteco. Rua Barão de Jaguara, 1373, Centro – Campinas. (19) 3236-1664

6 a 11 de março Samba e rock em homenagem às mulheres embalam as noites do Tonico’s Boteco

A programação musical do Tonico’s Boteco, no Centro de Campinas, volta a trazer samba durante a semana e rock clássico no sábado. Abrindo a agenda, a segunda-feira (6) começa com o grupo Contágio, a partir das 21h. Os músicos Mariana Vasconcelos e Guilherme Fidelis voltam a subir ao palco da casa na terça-feira (7), a partir das 20h, com repertório de samba e chopp a R$ 4,99. Já o músico Cleverson e grupo estreiam na casa o "Pagode do Cleverson" na quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, às 21h. Na quinta (9) será a vez do grupo Santo Pagode com a banda Samba D. Long Play, às 21h. Já a sexta-feira (10) será da tradicional roda com a Velha Arte do Samba, a partir das 21h30. E no sábado (11) a programação musical traz Johnn Elvis e banda com um repertório de clássicos do 'rei do rock' em homenagem à semana do Dia Internacional da Mulher. Serviço: Música ao vivo Local: Tonico’s Boteco. Rua Barão de Jaguara, 1373, Centro – Campinas. (19) 3236-1664 Data: de 6 a 11 de março Horário: terça, às 20h; quarta e quinta, às 21h; sexta e sábado, às 21h30 Entrada: entre R$ 10 e R$ 25

04 à 26 de março Teatro do Bosque apresenta peça infantil inspirada em Rubem Alves

Inspirado na obra do educador e escritor Rubem Alves, o diretor de teatro Valdo Matos apresenta o espetáculo "A Árvore e a Aranha" no Teatro Carlito Maia, localizado no Bosque dos Jequitibás, nos finais de semana de março. Com linguagem simples e direta, a montagem busca estimular a imaginação da criança, propondo um espaço que sugere um jardim de animais confeccionados a partir do papel e outros materiais reutilizados. A história gira em torno de uma árvore conhecida como a "árvore da alegria" por dar frutos de várias espécies e servir de moradia para uma enorme bicharada. No elenco estão Renata Mucci e Roberta Santana. Os efeitos sonoros são de Gilberto Gatti, e a cenografia, de Roberta Santana. Serviço Espetáculo “A Árvore e a Aranha" Dias: 4, 5, 11, 12, 18, 19 25 e 26 de março - sábados, 15h30; domingos, 11h e 15h30 Teatro Carlito Maia (Bosque dos Jequitibás - Rua Coronel Quirino, 2. Campinas). Ingressos: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 com bônus - Crianças até 5 anos não pagam.

03 à 31 de março Programação musical agita as noites do Bar Pessoa

O Bar Pessoa, no Royal Palm Plaza, em Campinas, continua com sua programação musical durante o mês de março, sempre às quintas, sextas e sábados. O espaço oferece atrações de jazz, bossa nova, MPB e blues, com shows de bandas e músicos convidados de Campinas e região. Além da música, o bar conta com cardápio diferenciado (com porções, sanduíches, quiches e saladas), variada carta de vinhos e diversas opções de drinks e bebidas premium (como caipirinhas, coquetéis espumantes e uísques). Programação musical: 03/03 – Big Chico (blues e rock) 04/03 – Cesar Fhope (MPB e pop rock nacional) 09/03 – Jazz em Família (clássicos do jazz) 10/03 – Big Chico (blues e rock) 11/03 – Barbie Kills (pop rock nacional e internacional) 16/03 – Teto Grand Band (rock clássico) 17/03 - Big Chico (blues e rock) 18/03 - Cesar Fhope (MPB e pop rock nacional) 23/03 – Madeira Jazz Music (pop jazz internacional) 24/03 - Big Chico (blues e rock) 25/03 – Carina Mennitto (pop rock internacional) 30/03 – Mary Jean Acústico (rock clássico e pop rock internacional) 31/03 - Big Chico (blues e rock) Serviço: Programação musical Local: Bar Pessoa - Royal Palm Plaza. Avenida Royal Palm Plaza, 277, Jardim Nova Califórnia – Campinas. (19) 2117-8092 Horário de funcionamento: terça e quarta-feira, das 9 às 24h; quinta-feira, das 9 até 1h; sexta-feira e sábado, das 9 às 2h - início do show, às 22h

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

12 a 24 de fevereiro 13º Feverestival - Festival Internacional de Teatro de Campinas

De 12 a 24 de fevereiro, Campinas recebe a 13º edição do Feverestival - Festival Internacional de Teatro, em diversos espaços da cidade. A programação reúne mais de 50 atrações entre espetáculos adultos, infantis e de rua, além de atividades formativas e intervenção literária, com a participação de grupos de diversas regiões do Brasil, da Argentina e México. Veja a programação completa: 12/02 - Abertura 16h00 - Infatil "Chiquita Bacana no Reino das Bananas" - Folias d'Arte - São Paulo Texto escrito por Reinaldo Maia em 1977 coloca em cena o absurdo de uma menina sendo acusada de ter comido uma banana no Reino das Bananas. Comandado pelo Rei Leonino e seu staff de girafas e gorilas esse reino no qual os outros animais estão perdendo suas funções sociais é onde se passa a história. O que acontecerá no final só os espectadores poderão decidir a cada dia. Local: Sesc. Rua Dom José I, 270/333, Bonfim - Campinas Entrada: gratuita 18h00 - Show de abertura "Transe" - Gustavo Infante e Livia Carolina É uma intensa imersão musical de Gustavo Infante (voz/violão) e Livia Carolina (percussão) em suas canções que enlaçam várias musicalidades - de Minas à África, dos morros aos orixás. O duo vasculha possíveis encaixes poéticos de seus timbres e instrumentos e lança mão de uma visceralidade na performance a favor de uma autenticidade poética. Local: Coreto Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial - Campinas Entrada: gratuita 19h00 - Evento de abertura – Adulto: “Amadores” – Cia. Hiato – São Paulo Um anúncio de jornal convida pessoas que se definam como “amadores” para uma seleção de elenco. No mesmo palco, artistas amadores e profissionais se encontram. A nova criação da Cia Hiato - o espetáculo "Amadores" – volta-se às experiências teatrais mais comuns (o evento comemorativo, a festa, a apresentação amadora de fim de ano, o exercício) e as subverte, colocando-as num espaço de artes, para refletir sobre nossa relação com a arte e como o nosso desejo por ela revela nossas histórias pessoais, superações e falhas. Local: teatro Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas Ingresso: R$24 (inteira) e R$ 12 (meia) 21h00 - Ponto de encontro: Show "Ieda Canta Elis", com Ieda Cruz e DJ Digão Local: Casa São Jorge. Avenida Santa Isabel, 655, Barão Geraldo - Campinas Entrada: R$10 com nome na lista (pelo evento facebook.com) e R$20 (sem nome na lista) Atividades Formativas Nos dias 13 e 14/02, será realizado o "II Fórum de Festivais de Teatro no Brasil - Modos de Existência e Resistência". Contando com a presença de diretores e diretoras de Festivais do país e da América Latina, em diálogo direto com o público e comunidade artística, será discutida a importância e potência dos Festivais de Teatro, no seu papel de difusão, circulação, formação e capacitação, além de dialogar sobre formatos diversificados de festivais e seus modos de realização. Além do Fórum de Festivais, serão oferecidas duas oficinas, uma nacional e outra internacional: Canta: Trabalho sobre elementos fundamentais da atuação e do canto (Oficina Internacional) Curso ministrado por Alejandro Tomás Rodriguez, com assistência da equipe de atores da Casa Talcahuano (AR). Durante três encontros, os participantes mergulharão em um intenso trabalho prático com cantos tradicionais afro-latinoamericanas. Nos encontros, os participantes exploram as dinâmicas vivas que emergem do cantar e da interação com as pessoas presentes. A partir de uma série de simples princípios, os participantes serão guiados a descobrir os processos que os conduzem à ação. Esta aproximação ao canto e ao descobrimento de potencialidades latentes, através da interação, tem como base os elementos que constituem o ofício da atuação. Como fixar um sequência de ações, reações e contatos? Como repeti-la sem simplificá-la? Que significa fazer o mesmo? Qual é a relação entre forma e conteúdo? Local: Espaço Núcleo Cupinzeiro. Rua Luís Vicentim Sobrinho, 135, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas Data: 13 a 15 de fevereiro Horário: das 14h às 18h Inscrições: até 08/02 pelo site feverestival.com.br - 30 vagas Taxa de inscrição: R$200 Público alvo: atores, bailarinos, músicos e estudantes, sem requisitos de idade ou experiência profissional. Oficina de Introdução ao Teatro de Objetos Grupo Sobrevento A oficina apresenta princípios básicos do Teatro de Objetos, buscando caminhos que permitam ao ator dar uma função poética ao objeto sem transformar a sua natureza. Por meio de improvisações e valendo-se do uso de metáforas, figuras de linguagens e associações de ideias, o aluno poderá descobrir as possibilidades do Teatro de Objetos e experimentar a construção de uma dramaturgia pessoal. Local: Espaço Núcleo Cupinzeiro. Rua Luís Vicentim Sobrinho, 135, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas Data: 20 e 21 de fevereiro Horário: das 14h às 18h Inscrições: gratuitas - até 14/02 pelo site feverestival.com.br - 20 vagas Público alvo: artistas, estudantes de teatro e interessados de modo geral, maiores de 16 anos. 13/02 16h00 – Adulto: “Electra.doc” – Núcleo Corifeu de Teatro Local: Paviartes – Unicamp. R. Pitágoras, 500, Cidade Universitária “Zeferino Vaz” – Campinas Por 10 anos Electra lembra e relembra o assassinato do pai, Agamêmnom, consumado pela mãe, Clitemnestra, e Egisto, seu padrasto. Por 10 anos aguarda o retorno do irmão exilado, Orestes, para assim pôr em prática a vingança contra os assassinos do pai. Esta história de obsessão, ímpeto e dor é relatada pelo marido da jovem a uma equipe de documentaristas. Escrita aproximadamente em 410 a.C. por Eurípides, esta versão da tragédia a ressignifica mesclando o arcaico ao contemporâneo através do uso de projeções audiovisuais, guitarra elétrica, notebooks, celulares, gravações e vozes amplificadas pelo microfone, mantendo, ainda assim, viva a essência trágica do mito grego dos Átridas . A Ágora, expressão máxima do conceito de esfera pública, mistura-se ao campo tecnológico e ganha nova forma, novas dimensões, novas consequências. Falar de Electra é hoje, tão atual quanto no séc V a. C. 18h30 – “Quando os Subtextos são Textos” - Raquel Scotti Hirson (Lume Teatro) Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas Um encontro-demonstração para compartilhar alguns segredos. A atriz do Lume Teatro, Raquel Scotti Hirson, mostra como criou duas das cenas de seu espetáculo solo “Alphonsus” (2013), combinando memória e mímesis corpórea. As memórias são de gerações que a conectam ao seu bisavô, o poeta simbolista mineiro Alphonsus de Guimaraens, morto 50 anos antes do nascimento da bisneta que, no desejo de atuar suas poesias, ramificou a mímesis corpórea, chamando-a mímesis da palavra. As palavras se tornam movimento, os textos adquirem forma e podem ser dançados em microsensações. Completando os espaços com imaginação, a atriz encontrou o homem Alphonsus em suas fotografias, biografias, cartas, crônicas e poesias. A pesquisa gerou uma segunda ramificação da mímesis corpórea, a mímesis de monumentos estáticos, iniciada no resgate da memória da casa onde viveu sua bisavó, viúva do poeta. Do monumento-casa houve expansão do olhar para as vidas que habitam os corpos (aqueles aparentemente estáticos), criando uma nova dinâmica de observação que contribui para que a mímesis corpórea navegue por campos estéticos diferenciados, aproximando-se ainda mais da dança pessoal, da dança Butô e, atualmente, caracterizando-se como procedimento de encontro entre os corpos que atuam e os corpos-cidade, relacionados à mímesis de monumentos estáticos. 19h00: Adulto “Animal Não Domesticado” – Bia Frade Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas "Houve um tempo em que não eras uma escrava...Lembra-te disso?" (Monique Wittig) “Animal Não Domesticado” é um solo da dançarina Bia Frade que mescla dança, teatro e canto inspirado em textos, músicas e mitos relacionados ao universo feminino. O espetáculo apresenta perspectivas históricas e contemporâneas da mulher na sociedade, relacionadas a aspectos da memória pessoal da bailarina, buscando mostrar um olhar crítico sobre a condição do gênero feminino na história da humanidade. 20h00: Adulto “Mujeres Violentas” – Boa Companhia Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas Tudo começa com uma simples palestra sobre a violência contra mulher. Pouco a pouco o discurso vai se adensando, ganhando estranhamento na descrição ritmada de lugares, motivos e maneiras de se violar uma mulher. Logo mais, por meio de uma teatralidade ágil e surpreendente, cenas rápidas vão construindo um mosaico de denúncia, testemunho e crítica sobre o fato das mulheres terem sido historicamente vítimas de violência. Até quando? 20h00: Adulto “Baldio” – Grupo Pavilhão da Magnólia – Fortaleza/CE Local: Teatro Castro Mendes. R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas Num mundo onde as respostas ficam cada vez mais difíceis o que nos resta é perguntar... Histórias nossas, de vidas que se juntaram...Uma agonia de saber sobre aqueles que não foram mais... Cinco atores em quadros cênicos abordando histórias reais do próprio grupo. Um atravessamento de temas, como a morte, o estar-no-mundo, a possibilidade do encontro, que se costuram por meio dos relatos, em uma junção de cena, audiovisual e literatura. A figura do cão, precisamente, do vira-latas, em sua dimensão de abandono, constituiu a obra a partir da qual memória e representação questionaram seus limites e desenharam a moldura de “baldio”. O texto foi originado durante o próprio processo de criação, com assinatura do dramaturgo paraibano Astier Basílio (prêmio Funarte de Literatura 2014). A direção se dá em parceria com Héctor Briones, coordenador do grupo de pesquisa Laboratório de Poéticas Cênicas e Audiovisuais (LPCA) do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da Universidade Federal do Ceará (UFC). 20h30: Adulto ”Noites Árabes” – Vila 8 Local: SIM! Cultura. R. Carmelito Leme, 186, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas Cinco atores sobre um tapete: um louvor às narrativas. Noites Árabes evoca o antigo hábito humano de narrar histórias traçando um paralelo entre as espantosas histórias que Sahrazad conta durante “Mil e Uma Noites” para se manter viva e relatos contemporâneos de guerra de palestinos na Faixa de Gaza. O tempo todo sobre um tapete de 3mX2m, os atores-narradores se revezam para recontar o mito de Sahrazad e histórias que espantosamente conseguiram escapar de um lugar de confinamento. Ao contrário dos corpos, as palavras atravessam territórios e eras, transformando-se em força vital mantenedora da sobrevivência humana. 21h00: Ponto de Encontro com Aventura PiraÇara - Cia ParaladosanjoS Local: Chica da Pizza. R. Luís Vicentim Sobrinho, 457, Barão Geraldo – Campinas Você sabe a diferença entre o caipira e o caiçara? Em PiraÇara o forte terracota do interior e o etéreo azul do mar do litoral de São Paulo se mesclam numa poesia cênica de causos, afetos, histórias, tijolos, comadres e redes de pesca. Atravessam-nos Seu Coruja, Adãomir, Seu Benedito, Cilinho, Rute, Didinho, Luna e Dona Rosa e nos fazem aventureiros da recriação de seus encantos e de muitas paisagens visitadas, ora poetizando o encontro vivido, ora suspendendo o tempo ou quebrando a magia cênica, sugerindo um encontro-viagem ao interior e ao litoral de nós mesmos. Espetáculo musical que utiliza técnicas de mímeses corpórea, teatro físico e projeções. “Seu coração era feito de barro. Daquele barro molinho...”. 14/02 18h00 às 22h00: VI Simpósio Internacional Reflexões Cênicas Contemporâneas Local: Auditório IA – Unicamp. R. Elis Regina, 50, Cidade Universitária - Campinas 20h00: Adulto “Baldio” – Grupo Pavilhão da Magnólia – Fortaleza/CE Local: Teatro Castro Mendes. R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas 22h30 – “Dissolva-se-me” - Renato Ferracini (Lume Teatro) Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas A esquizofrenia (CID 10 F 20) é o ponto de partida para o solo de teatro-dança-peformance do ator Renato Ferracini, com direção e composição do coreógrafo Luis Ferron. Movimentos cadenciados, o texto e o tempo – não necessariamente nesta ordem – propõem um jogo de poesia e criatividade entre o artista, o público e o momento presente. “Nem poesia, nem espetáculo, dança ou performance - ou tudo junto: uma ode aos 0,01% de inventividade deformada feito Francis Bacon e alicerçada pelos atlantas, ou o que dá no mesmo, pelos inexistentes, tipo assim... Deus. Simples. Não há lógica, assim como na vida organizada” - (Renato Ferracini). 15/02 10h00 às 13h00: Especial Caminhos para a Circulação Nacional e Internacional, com Marcelo Bones – (para grupos locais) Conversa sobre a circulação nacional e internacional de projetos e espetáculos dos grupos e cias brasileiros de Circo, Dança e Teatro. Apresentação de diagnósticos e gargalos para a efetiva participação das artes cênicas brasileiras em festivais, teatro e salas fora do Brasil. Apresentação de uma estratégia de ação e possibilidade de criação de um consórcio territorial em Barão Geraldo para a impulsionar a circulação. 16h00: Infantil "Zoo" – Cia MoviMente Local: Praça do Coco. R. José Martins, 738, Barão Geraldo – Campinas Hoje os amigos Kaká e Lelé resolveram fazer suas brincadeiras mais longe de casa e, no meio de tanta empolgação, não percebem que são aprisionados num tabuleiro gigante que estava adormecido há muito tempo. O mundo secreto de ! ZOO! Durante esta intrigante aventura Pinguins dançam contra uma tempestade, O Bicho-Preguiça aposta corrida com a Tartaruga, Uma família de Babuínos invade o palco, o Mosquito Tse-Tse volta a atacar, Ornitorrincos duelam sobre rodas, o Rato Rockabilly aprisiona a Gatinha, entre muitas outras confusões. A única forma de deixar tudo como era antes é terminar este jogo e você é nosso convidado para mais uma partida de "Zoo" 18h00 às 22h00: VI Simpósio Internacional Reflexões Cênicas Contemporâneas Local: Auditório IA – Unicamp. R. Elis Regina, 50, Cidade Universitária - Campinas 20h00: Adulto “O Diário de Genet – ATeliê voadOR” - Companhia de Teatro – Salvador/BA Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas “O Diário de Genet” é a imersão no pensamento político do escritor francês Jean Genet. O espetáculo assume características que alguns teóricos chamam de teatro contemporâneo ou performativo. Escrita e dirigida por Djalma Thürler a peça positiva as práticas abjetas, desloca o centro como lugar privilegiado e desejado e coloca em destaque a marginalidade como estratégia de identidade política. O espetáculo propõe a fuga dos adornos cênicos e o foco no trabalho do ator, o que permite uma estrutura de cenografia e iluminação simples promovendo, com facilidade a logística de deslocamentos. 20h00: Adulto “O Incansável Dom Quixote” – Magnífica Trupe de Variedades – Rio de Janeiro/RJ Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas “O Incansável Dom Quixote” é um espetáculo de histórias fantásticas deste famoso cavaleiro errante que sai de casa com o desenfreado desejo de transformar o mundo num lugar melhor. Ao lado de seu fiel escudeiro, Sancho Pança, sua incrível jornada é recheada de humor, lirismo e provas de obstinação. Neste premiado solo narrativo, o ator tem que permanecer num constante estado de atenção e presença para criar uma relação de troca com os espectadores. Tudo se resume a uma mala, um ator, a plateia e o jogo. 20h30: Adulto “Noites Árabes” – Vila 8 Local: SIM! Cultura. R. Carmelito Leme, 186, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas 22h30: “Cabaré Efêmero” - Lume Teatro Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas Samba de uma nota só: durante 3 mil segundos ininterruptos, em um ambiente cheio de objetos, idéias e provocações, o Palhaço Teotônio (Ricardo Puccetti) improvisa e se coloca em risco. Com seu olhar imprevisível, ele traz o público para o seu mundo caótico e improvável. Samba do crioulo doido. 16/02 16h30: “Mulher Barro” - Lume Teatro Local: Largo do Pará. Av. Francisco Glicério, Centro - Campinas Terra, água e areia. Uma mulher interage com o barro, mergulhando em si mesma. A partir da metáfora do feminino e do corpo em arte, a atriz Naomi Silman – com mais de 20 anos de pesquisas em teatro junto ao Lume Teatro – realiza uma ação performativa utilizando como matéria prima o barro, criando múltiplas relações com o corpo, o espaço e o público local. Imediatamente após a ação e ainda contaminada de todos os significados, a atriz inicia uma conversa com a plateia, trazendo questões diversas ligadas ao feminino nas artes. 18h00 às 22h00: VI Simpósio Internacional Reflexões Cênicas Contemporâneas Local: Auditório IA – Unicamp. R. Elis Regina, 50, Cidade Universitária - Campinas 18h30: “Rua Cordel do amor sem fim” – Trupe Sinhá Zózima – São Paulo/SP Local: ônibus saída Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas Cordel do amor sem fim narra estórias do universo interiorano. O ir e vir das águas do velho rio São Francisco envolve a vida dos personagens: Teresa, Antônio, Carminha, Madalena e José percorrem as margens do rio, tecendo um trajeto encantatório, como se movimentassem a própria vida no ônibus, onde a peça é encenada. 20h00: Adulto “O Diário de Genet” – ATeliê voadOR Companhia de Teatro – Salvador/BA Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo - Campinas 20h00: Adulto “O Incansável Dom Quixote” – Magnífica Trupe de Variedades – Rio de Janeiro/RJ Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas 20h30: Adulto “Noites Árabes” – Vila 8 Local: SIM! Cultura. R. Carmelito Leme, 186, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas 17/02 18h00 às 22h00: VI Simpósio Internacional Reflexões Cênicas Contemporâneas Local: Auditório IA – Unicamp. R. Elis Regina, 50, Cidade Universitária - Campinas 18h30: Especial “Contos em Cantos” Local: Museu da Imagem e do Som. Rua Regente Feijó, 859, Centro – Campinas “Contos em Cantos” será tecida no fundamento da Esperança. A Esperança como função da faculdade de imaginar. Essa Esperança que tem um parentesco com a elevação, a leveza do ser, a capacidade do espírito humano para superar seus fardos. Essa que nos dá voo. Ora em uma liberdade curta, ora por uma fome permanente de ser livre, inesgotável, escapar do tempo e da morte. Esse lugar de quem narra… marcado como um tipo de mensageiro de dias mais luminosos e de um futuro possível. Re-velar mistérios. Não para explicar algo antes incompreensível mas para, através da metáfora e da poesia “velar de novo”, tomar conta do mistério, ser íntimo do que é oculto e saber compartilhar através de símbolos o que seja saboroso e nutritivo àqueles que tem fome - todos nós. 19h00: Mostra Jazz Campinas Pocket Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas A grande produção musical e a consequente demanda de músicos profissionais por espaços e oportunidades para tocarem música instrumental, como o jazz, em Campinas levou a “Zumbido Cultural” (produtora artística campineira independente) a realizar um trabalho de curadoria musical que consiste em promover eventos em casas de shows com grupos do estilo. Este trabalho inspirou a necessidade de criar a “Mostra Jazz Campinas”, que teve sua primeira edição em 2015, com 7 dias de programação, 11 grupos de música instrumental, 2 apresentações gratuitas em espaços. Em 2016, a mostra contou também com 7 dias de programação e 13 atividades, sendo 14 grupos se apresentando em diferentes espaços da cidade, além de dois workshops de instrumentos e uma exposição de fotos. 19h30 e 20h30: “Rua O Canto das Mulheres do Asfalto” – São Paulo Local: Praça Carlos Gomes. R. Irmã Serafina, Centro - Campinas Quando as mulheres desistem de parir. Negando o futuro. Dando fim ao morticínio dos seus filhos pela crueldade presente. Exaltando um agora sem ficções futuras, sem esperanças inúteis. O Canto das Mulheres do Asfalto, peça do dramaturgo Carlos Canhameiro, é composta por diversos cantos que desdobram a premissa de um mundo onde as mulheres se recusam a parir novos filhos. A peça explora meandros de uma contemporaneidade insensível à condição do próprio homem. Vozes que se multiplicam dentre essas mulheres, mães e filhas, santas, prostitutas, velhas e moças, cuja desesperança futura celebra um presente que precisa ser ouvido. 20h00: Adulto “Crássicos – Família Burg” Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo - Campinas O universo dos grandes clássicos, desde o Bolero de Ravel até os musicais dançantes da Broadway estão presentes neste espetáculo através da lente inventiva e desastrosa do riso. Em cenas curtas, a Família Burg imprime um ritmo alegre e espírito cômico autêntico aos conhecidos temas do cinema e do circo. Somam-se à cinco movimentos ou "entradas" alguns pequenos quadros cômicos que recheados de habilidades desastrosas, paródias esportivas e dança excêntrica, compõe uma coletânea de esquetes ligeiras para todas as idades. 18/02 10h00: “Rua Era Uma Vez Um Rei” – Grupo Pombas Urbanas – São Paulo Local: Praça José Bonifácio - Catedral. R. 13 de Maio, 47, Centro – Campinas Um grupo de mendigos se encontra num final de tarde da cidade. Com latas, plásticos e papelões criam o espaço onde vivem, descansam e fazem festa. De suas relações nasce uma brincadeira na qual, a cada semana, cada um deles será rei, depois presidente e em seguida ditador. O jogo humano e imaginativo torna-se intenso e esses mendigos saem da realidade em que vivem para representar as relações de poder da mesma sociedade que os marginaliza. 10h00: Infantil "TaCaTum na Praça - De criança para criança" - Escola TaCaTum - Música, Artes e Diversão Local: Praça do Coco. R. José Martins, 738, Barão Geraldo - Campinas A "Escola TaCaTum - Música, Artes e Diversão", traz para a Praça o colorido das artes para brincar e se divertir com as crianças ao ar livre. Apresentações teatrais e musicais de crianças para crianças, oficinas de artes para brincar e se lambuzar com tintas e diversos materiais, brincadeira teatral onde todas as crianças da praça encenarão juntas uma história inventada e serão os atores do dia. 15h00: Infantil “Flou! - Ieltxu Ortueta” [Artefactos Bascos] – São Paulo Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas “Flou!” é uma performance interativa para crianças de 4 a 10 anos que sentados ao redor de uma grande folha branca assistem e participam da criação ao vivo de um grande desenho. Os rabiscos dançantes e as tintas vão tomando vida e dialogam com o performer para que “alguns desenhos depois” surjam outros desenhos recortados feitos em experiências anteriores. Essas formas [peças] tomam conta do espaço e são as crianças que brincam compondo novos desenhos e formas e ressignificando o acontecimento. Paralelamente, o desenho criado também é recortado pelo performer, gerando mais peças que alimentam o jogo e que serão utilizadas pelas crianças participantes das próximas experiências. “Flou!” é uma experiência coletiva, interativa e aberta que não fecha significados e que se propõe a brincar “seriamente” como toda criança faz. 18h00: Rua “Dentro é lugar longe” – Trupe Sinhá Zózima – São Paulo Local: ônibus - saída Praça do Coco. Rua José Martins, 738, Barão Geraldo – Campinas No chão imenso, meninos narram o ir e vir da vida, do nascimento à morte, da peleja à conquista. Entre vindas e partidas, no ônibus em movimento onde é encenada a peça, são contadas histórias tantas. Num ato de valentia, são desveladas, com sagacidade poética, memórias de dor e contentamento. 20h00: Adulto “Ofélia/Hamlet/Rock Machine” – Cia Teatro de Riscos - Ribeirão Preto Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas Dentro de um Bunker de metal, sete atores trazem para cena a desconstrução da obra shakespereana proposta por Heiner Muller. O drama não interessa mais, o texto se perdeu. Hamlet, príncipe da Dinamarca, é também comida para vermes, o assassinato do seu pai torna-se pequeno diante da urgência de revolução que vem das ruas. Ofélia surge como a mulher feminista do século XXI, que escancara pelas portas do mundo o seu estupro, assédio, homicídio e revolta. 20h00: Adulto “Só” – Grupo Sobrevento – São Paulo Local: Teatro Castro Mendes. R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas Em Só, cinco personagens apresentam-se em diferentes situações, não sequenciais, que partem sempre de objetos que, retratados exatamente como os objetos que são, terminam por transformar-se em elementos poéticos e metafóricos. Os cinco personagens, mais que cinco vidas, são cinco caminhos que terminam por encontrar-se, mesmo mantendo, neste encontro, as suas solidões. Este projeto é realizado pelo Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. 20h30: “Cabaré de Gala” - Lume Teatro e convidados Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas Cabaré de palhaços com números variados, com palhaços do Lume Teatro e convidados. 21h30: Ponto de Encontro com Baile Barracão Teatro Local: R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas 19/02 11h00: Especial “Contos em Cantos para a família” Local: Pedreira do Chapadão - Praça Ulysses Guimarães. R. Dr. Alcídes Carvalho, s/n, Jardim Chapadão - Campinas 16h00: Infantil “Iara - O encanto das águas” – Cia Lumiato Teatro de Formas Animadas – Brasília Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas Um Índio da aldeia sonha com uma mulher sobrenatural. Ao acordar, procura o sábio Pajé para tentar entender quais são os mistérios dessa mulher, descobrindo assim a história da Iara. No encantamento da sereia brasileira, o protagonista mergulha com ela nas profundezas do seu próprio destino. Inspirado na lenda da Iara e utilizando a linguagem do teatro de sombras contemporâneo, o espetáculo busca sensibilizar o público infanto-juvenil sobre os saberes da tradição oral dos povos originários do Brasil. 16h00: Adulto "Poesia sobre o Peso. Metáforas sobre a Vida e a Morte" – Daniela Alvares + "Pólis" – Paulo Ohana Local: Barracão Teatro. R. Eduardo Modesto, 128, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo - Campinas “Poesia sobre o Peso”: Trajetórias percorridas. O caminho atual é passado presentificado, resistência sacrificada em continuar. A espera cansada que se traduz na relação com o peso, o sustentar-se. O chão como testemunho do tempo. Esperar, caminhar, resistir. Arrastar o peso do tempo, empurrando-o para frente. O corpo que se arrasta, se carrega. Suportar o peso do outro. A velhice e a dificuldade em se manter de pé. O peso da espera, de uma gota ou uma folha que caem surgem como metáforas para essas questões, apresentadas como silêncios, observações, cumplicidades. Relação com o que foi para o que será. Trajetórias a percorrer. Resultado de pesquisa realizada entre 2010 e 2015. Estréia: 2010. Re-estréia: 2015. “Pólis”: Pólis é um show intimista performático solo com canções que compus de 2014 pra cá, em formato voz e violão. As canções tratam de dois temas principais, a cidade e o amor, sob uma ótica muito pessoal, íntima, por isso intimista; performático porque busco, ainda que sem abandonar o lugar de cantor e compositor, uma outra postura em relação à cena, ao público e à voz, ou às vozes, que assumo. Também faço inserções de textos/poemas entre as canções ou no meio delas 18h: Show Marejante – Núcleo de Samba Cupinzeiro Local: Espaço Núcleo Cupinzeiro. R. Luis Vicentim Sobrinho, 135, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas “Marejante" propõe um caminho com referências do Sertão até o Mar e se configura como uma homenagem à cultura musical nordestina tão presente na formação da cultura musical do sudeste. Ao pesquisar os batuques (formadores do samba em São Paulo) cantados pelos escravos no século XIX em uma fazenda de café em Campinas, interior do Estado, foram encontrados registros de letras que ainda hoje são cantadas nos sambas de roda do Recôncavo baiano e em rodas de Capoeira em vários estados do nordeste. O argumento parte deste elo musical entre os dois estados. O roteiro é composto por músicas de compositores nordestinos ou que possuam temas que se aproximem da tradição do nordeste, e também de canções inéditas de integrantes do Cupinzeiro compostas para este show. O resultado é um trabalho que tem como base o samba, mas que também apresenta em seu repertório canções e baiões, ilustrando um ambiente musical diversificado: do acompanhamento em formação de regional ao violão e voz; do sanfoneiro aos caminhos do samba. 20h00: Adulto “Só” – Grupo Sobrevento – São Paulo/SP Local: Teatro Castro Mendes. R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas 20/02 14h00 às 18h00: Oficina Nacional – Introdução ao Teatro de Objetos – Grupo Sobrevento Local: Espaço Núcleo Cupinzeiro. R. Luis Vicentim Sobrinho, 135, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo - Campinas 16h00: Rua Jogos Cortazianos – Grupo Matula Teatro Local: Terminal Central. R. Cônego Cipião, Centro – Campinas Através de composições poéticas, inspiradas na obra de Cortázar, quatro jogadores vestidos de macacões verdes carregam consigo fones de ouvidos e exploram espaços urbanos movimentados na busca pela ressignificação do cotidiano e da cidade. Elementos inesperados convocam a atenção dos passantes para o mundo das pequenas coisas, sobrepondo realidades entre o fantástico e o insignificante. Com Alice Possani, Erika Cunha, Quesia Botelho e convidado surpresa. 19h00: Rua “Os minutos que se vão com o tempo” – Trupe Sinhá Zózima – São Paulo Local: ônibus - saída Terminal Central. R. Cônego Cipião, Centro – Campinas E se cada minuto fosse uma semente, quantas florestas teríamos perdido? Embarcar rumo à casa, esse lugar dentro de si, é atravessar imensidões, internas e externas, imensidões marítimas, urbanas, íntimas e passageiras. O tempo é vida preciosa, travessia que pode nos ensinar a semear cantigas d’alma, colher sons que vem do coração, cantar a música dos nossos dias. O espetáculo é um caminho que se propõe a acompanhar os passageiros em seus variados destinos. Uma jornada de trajetos afetivos e geográficos, proposto por figuras que alteram as bordas do cotidiano no transporte coletivo, local onde é encenada a peça, onde encontramos seres humanos em construção como tantos, em falta, como todos nós. 19h30: Curta a Praça: Mostra Curta Audiovisual + Quiasmo – Franco Galvão e Diana Lanças Local: Praça do Coco. R. José Martins, 738, Barão Geraldo – Campinas “Quiasmo” é um espetáculo cênico de diálogo entre música e pintura, em que o público acompanha o processo por meio de uma projeção. Com base em um repertório musical de peças para violão solo, o músico Franco Galvão e a artista visual Diana Lanças estabelecem uma dinâmica de influência mútua entre as linguagens artísticas. Por um lado, a interpretação musical adquire no papel valores plásticos e, por outro, as formas, cores e texturas inspiram a execução musical. No final do espetáculo, o quadro produzido é sorteado para uma pessoa do público. 20h00: Adulto “Ofélia/Hamlet/Rock Machine” – Cia Teatro de Riscos - Ribeirão Preto Local: Centro Cultural Casarão. R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/n, Terras do Barão, Barão Geraldo – Campinas 21/02 14h00 às 18h00: Oficina Nacional – Introdução ao Teatro de Objetos – Grupo Sobrevento Local: Espaço Núcleo Cupinzeiro. R. Luis Vicentim Sobrinho, 135, Vila Santa Isabel, Barão Geraldo – Campinas 16h00: Rua “A Ilha Desconhecida” - Cia dos Náufragos Local: Praça do Coco. R. José Martins, 738, Barão Geraldo- Campinas O espetáculo “A Ilha Desconhecida” da Cia dos Náufragos reconta através de uma trupe de atores/marinheiros a jornada de um homem em busca da misteriosa Ilha Desconhecida. Em sua trajetória nosso herói irá enfrentar diversos obstáculos: um rei despótico e sua política de favores, ferozes burocratas, marinheiros incrédulos e uma inesperada companheira de viagem. 20h00: Adulto “Jacy” – Grupo Carmin – Natal/RN Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim – Campinas Uma frasqueira encontrada no lixo contendo vestígios de vida de uma mulher de 90 anos. Este fato real levou o grupo Carmin a conduzir uma investigação que durou 3 anos e que, em agosto de 2013, resultou na peça de teatro documental intitulada: "Jacy". Durante 1 hora de espetáculo, o grupo revela todo o processo dessa investigação e convida a plateia para acompanhar a vida de uma mulher comum que atravessou a 2ª Guerra mundial e a ditadura no Brasil, esteve no centro de um importante conflito da política no RN, viveu um amor estrangeiro e terminou os seus dias sozinha em Natal. Com textos dos filósofos Pablo Capistrano e Iracema Macedo, Jacy é uma peça cômico-trágica que revela fatos sobre o abandono dos idosos, a política e o crescimento desenfreados das cidades que, por muitas vezes, ignoramos. 20h30: Adulto “SerEstando Mulheres” - Lume Teatro Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas “Uma história que fiquei com vontade de dançar, minha, de outras mulheres, de um grupo, de uma vida. É uma colcha de retalhos, pedaços conhecidos e sempre ressignificados, espalhados por diversos espetáculos, oito ao todo. A matéria que o compõe surge de momentos distintos do meu caminhar de atriz e mulher no Lume Teatro. Passeia por diferentes metodologias e linhas de pesquisas, momentos de vida, cada fragmento refletindo o momento em que foi gestado: mímese corpórea, dança pessoal, butô, clown, mãe, filha, atriz. Para encontrá-las, mulheres que me habitam há anos, fui me descamando. Esfarelando a pele. Tateando de olhos fechados, passeando por cheiros e densidades, sabores. Caminhei muito, quilômetros, dias, anos inteiros. Sol, chuva, chuvisco, frio, secura. Entre a mata alta, casebres abandonados, praças públicas com chafariz, prédios fantasmas, fábricas escuras regadas a suor, até mesmo zoológicos. Às vezes nua, outras vestida, de festa, de homem, de menina, de bicho, de medo, de vermelho, de árvore. Quantas mulheres somos!” 21h00: Ponto de Encontro com Aventura PiraÇara - Cia ParaladosanjoS Local: Bambu Barão. Avenida Modesto Fernandes, 103, Barão Geraldo - Campinas 22/02 16h00: Infantil “Kelvin, o Viralata” – Cia MoviMente Local: Praça do Coco. R. José Martins, 738, Barão Geraldo – Campinas Um cachorro de rua em busca de um dono que lhe dê carinho e um lar. De maneira poética e bem-humorada ele se relaciona com sua dura realidade nas ruas. O lixo, as pulgas, a falta de comida, o medo e suas esperanças. Um personagem extremamente simpático e carismático, que se utiliza de danças urbanas e artes circense para contar suas histórias. 20h00: Adulto “Jacy” – Grupo Carmin – Natal/RN Local: Sesc. R. Dom José I, 270, Bonfim - Campinas 20h30: “Do que ainda não existe ao que já não existe mais” - Intervenção com Núcleo Fuga Local: Sede do Lume Teatro. R. Carlos Diniz Leitão, 150, Barão Geraldo – Campinas Ela transforma o espaço o tempo todo. O tempo se torna espaço e o agora se desfaz em detalhes insignificantes. O todo vira a parte da parte do que o olhar alcança. Ela narra tudo que faz, vê e cria: temporalidades sobrepostas que esboçam dramaturgias intermitentes, pequenos frames em constante reorganização. Montagem. Desmontagem. Assemblages em deriva disparada por memórias inventadas. 23/02 20h00: Adulto internacional “Bonito” – Cabaret Capricho - México Local: Teatro Castro Mendes. R. Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas “Bonito” é um novo espetáculo da cia. mexicana Cabaret Capricho. Através da dança cômica e investigando usos extremos do corpo e da arritmia musical, o trabalho tem sua inspiração no universo adolescente e suas intensidades. Recorrendo a diversas técnicas de movimento e a uma visão particular do palhaço teatral, convida o público para um passeio por uma extensa gama de emoções: uma pausa para abrir bem os olhos, contemplar e receber estímulos, escutar e sentir na alma um pedacinho de eternidade... uma improvável coreografia de olhares e ações cotidianas num embalo que envolve pouco a pouco, e nos faz seguir adiante. 21h00: Ponto de Encontro com VI Teatro de Portão Aberto – Cia Histriônica de Teatro Local: ainda não divulgado Encarando o atual contexto político e econômico vivido pela Cultura em nosso país, onde o fazer teatral está sendo minado, seja por um descaso assombroso por parte da gestão pública, pela falta de leis de fomento cultural, pela dificuldade de arrecadação de verba, pelo sucateamento de teatros e espaços culturais públicos, ou mesmo pelo preço dos aluguéis de espaços privados, uma inquietação surgiu nos integrantes da Cia Histriônica. Como enfrentar essa situação? A alternativa que encontramos então foi abrir nossas próprias casas, limpar os quintais e garagens, para que o espaço do encontro seja possível, independente de leis e aluguéis. Chamamos essa alternativa de Teatro de Portão Aberto. O evento conta com apresentações de experimentos cênicos, intervenções de artistas parceiros e um espaço de confraternização, com venda de comidas e bebidas. 24/02 16h00: Curta a Praça – A Banda do Jerônimo: uma inusitada banda de um homem só - Circo Caramba + Cabaré Aéreo - Casa do Pano Local: Praça Durval Pattaro. R. Francisco de Barros Filho, Barão Geraldo – Campinas A Banda do Jerônimo: Um homem-banda já é algo bastante excêntrico! Agora, imagine quando um palhaço se mete a querer tocar vários instrumentos ao mesmo tempo!!! E se esse palhaço for o Jerônimo, a loucura é ainda maior, já que ele vai utilizar instrumentos nada convencionais, como violão com corpo de bacia, pente, balde de lixo, forma de pizza, buzinas, tampas de panela, campainha e muito mais... Tudo isso, somado a muita interação com o público, só pode resultar em pura diversão. Cabaré Aéreo: Em uma trave de 9 metros de altura diferentes artistas se reúnem nessa apresentação ao ar livre com música ao vivo. Nesse espaço o circo é um plural de linguagens entre o tradicional e contemporâneo. Barão Geraldo atualmente conta com seis espaços de circo, esse evento busca reunir todos eles e convidados. 17h00: “Trueque’ - Cortejo de Encerramento Local: Praça Durval Pattaro. R. Francisco de Barros Filho, Barão Geraldo – Campinas Serviço: 13º Feverestival - Festival Internacional de Teatro de Campinas Data: de 12 a 24 de fevereiro Ingressos: Para o teatro Castro Mendes e adultos no Sesc Campinas (incluindo o infantil “Iara – O encanto das águas”): R$ 24 (inteira), R$ 12 (meia]), R$ 7 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes - Credencial Plena) - Gratuito para crianças de até 11 anos. Os ingressos para o Castro Mendes começam a ser vendidos na bilheteria do teatro, a partir de 07/02. Vendas do Sesc no site sescsp.org.br ou na bilheteria da unidade. Os espetáculos infantil (exceto “Iara – O encanto das águas”) e em ônibus cênico são gratuitos. A retirada de senha ocorre 1h antes da sessão, no próprio local. Os ingressos para o Barracão Teatro, Centro Cultural Casarão, Espaço Núcleo Cupinzeiro, LUME Teatro, MIS Campinas, SIM! Cultura são gratuitos – valor espontâneo no chapéu. Retirada de senha 1 hora antes da sessão no local. O espetáculo “Os minutos que se vão com o tempo” é realizado em ônibus de linha e tem cobrança normal da tarifa – R$ 4,50 Mais informações: feverestival.com.br/

12 de fevereiro “Simplesmente Elis”, com Didi Gomes, está de volta a Campinas

Uma homenagem especial a uma das maiores intérpretes da música popular brasileira, o espetáculo “Simplesmente Elis” retorna com apresentações em Campinas neste domingo (12), às 19h, no teatro Iguatemi. A cantora Elis Regina marcou as décadas de 1960 a 1980 com sua voz inigualável. Vendeu 4 milhões de discos em 18 anos de carreira. Qualidade vocal, presença de palco e personalidade colocaram Elis na história como uma das mais importantes cantoras e intérpretes brasileiras. O espetáculo leva o público à uma fascinante viagem através da música. Para relembrar os sucessos imortalizados pela voz marcante da Pimentinha, a cantora Didi Gomes sobe aos palcos por todo o Brasil com seu talento que tem conquistado admiradores e seguidores por onde tem passado devido ao seu timbre de voz reconhecido pela crítica semelhante ao de Elis, um trabalho realizado com profissionalismo e respeito à cantora. Ela é acompanhada por banda. Serviço: Show: “Simplesmente Elis” Local: Teatro Iguatemi - 3º piso do shopping Iguatemi. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina – Campinas. (19) 3294-3166 Data: 12 de fevereiro Horário: 19h Ingresso: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) Vendas: bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 20h) ou pela internet ingressorapido.com.br

12 de fevereiro Musical “Cúmplices de um Resgate” chega a Campinas

Em turnê pelas principais cidades do país desde o início do segundo semestre de 2016, o musical “Cúmplices de um Resgate” repete nos palcos o sucesso da novela juvenil exibida pelo SBT. Em Campinas, terá apresentação única no teatro Iguatemi, no domingo (12), com sessão às 15h. A história gira em torno das aventuras vividas pelos moradores de Vilarejo e pelo núcleo da gravadora. O espetáculo, a junção do elenco adulto e infantil, é um musical lúdico, com performances construídas a partir da novela e que também utiliza recursos audiovisuais na narrativa. Os elementos diversos inspiram um mundo mágico e passeia por variados gêneros da música brasileira. A peça permite que o público visualize, fora da televisão, uma remontagem criativa e versátil da história, que traz um repertório interativo e apresenta canções temas da novela, como “SuperStar”, “Pra Ver se Cola” e “Cúmplices de um Resgate”. Outra novidade é o elenco 'variante', composto sempre por atores ligados à trama. Serviço: Musical “Cúmplices de um Resgate” Local: Teatro Iguatemi - 3º piso do shopping Iguatemi. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina – Campinas. (19) 3294-3166 Data: 12 de fevereiro Horário: 15h Ingresso: R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia) Vendas: bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 20h) ou pela internet: ingressorapido.com.br

11 de fevereiro Youtuber Christian Figueiredo apresenta espetáculo em Campinas

O youtuber Christian Figueiredo chega a Campinas com o espetáculo “Eu Fico Loko”. A apresentação ocorre no teatro Iguatemi, neste sábado (11), às 19h. No espetáculo, ele apresenta seu bom humor e histórias hilárias. Desde o início da adolescência ele pegava a câmera da mãe e gravava com seus amigos cenas de filmes e pequenas histórias. Até que um dia resolveu ligar a câmera e contar suas desventuras e dilemas da adolescência para ela. O resultado? Seu canal “Eu Fico Loko” explodiu, atraiu uma legião de fãs e Christian se tornou um dos maiores ídolos do público jovem do Brasil. São mais de 7 milhões de seguidores no canal “Eu Fico Loko” e 4 milhões em seu canal de Daily Vlog onde mostra seu dia a dia. Seu primeiro livro lançado em 2015 ficou mais de um ano na lista de mais vendidos do país, além de virar filme que chegou recentemente nos cinemas. Com mais dois livros escritos, Christian Figueiredo também já apresentou o quadro “Me Conta lá no Quarto” no "Fantástico" e dois quadros diferentes no "Pânico na TV". Serviço: Espetáculo “Eu Fico Loko” - Christian Figueiredo Local: Teatro Iguatemi - 3º piso do shopping Iguatemi. Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina – Campinas. (19) 3294-3166 Data: 11 de fevereiro Horário: 19h Ingresso: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) Vendas: bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 12h às 20h) ou pela internet: ingressorapido.com.br

11 de fevereiro Escola de Artes Pró Música inaugura novo auditório com homenagem à musicista

No próximo sábado, dia 11 de fevereiro, a Escola de Artes Pró Música de Campinas irá inaugurar seu novo auditório que leva o nome da renomada musicista campineira Kay F. Brown. A inauguração faz parte da comemoração dos 40 anos da escola. O evento começa com um coquetel a partir das 14h30. Das 15h às 22h, a programação traz uma série de apresentações reunindo mais de 50 músicos regionais, nacionais e internacionais no palco da nova sala. O evento é gratuito e aberto ao público. Com capacidade para 100 lugares, a “Sala Kay F. Brown” é a realização de um sonho antigo dos diretores Carlos Wiik e Marli Rossin e leva o nome de uma das fundadoras da escola. O local é um espaço apropriado para a música de câmara, conta com ar condicionado, acesso para cadeirantes e tela de projeção. O novo auditório também permitirá a retomada da série de concertos “Pró Música AO VIVO”, que havia sido interrompida por conta da obra. Além do auditório, a escola que fica no Jardim Flamboyant também passou por uma expansão aumentando o número de salas de aula e passará a oferecer mais conforto e recursos para professores e alunos. Homenagem A "Sala Kay Brown" homenageia uma das fundadoras da escola. Flautista e regente coral, Kay Brown foi fonte de inspiração para toda uma geração de músicos de Campinas e região. Duas décadas depois de sua partida, a escola ainda preserva muito de seu ideal e filosofia de vida. Mais sobre a Escola de Artes Pró Música A escola conta com cursos de musicalização infantil, canto e instrumentos, como piano, violão, violino e flauta. O local atende alunos de todas as idades e níveis de conhecimento. Os cursos atendem tanto os diletantes, que buscam a música como uma forma de ampliar seus horizontes artísticos, como também aqueles que desejam fazer dela a sua profissão. Para esses últimos, a escola tem um curso de preparação para o vestibular, voltado para as provas de aptidão das principais universidades de música do Estado. Programação de apresentações musicais no evento de inauguração: 15h: Carlos Wiik e Marli Rossin, piano a 4 mãos Mayra Fajionato e Carlos Wiik, piano a 4 mãos Mayra Fajionato e Marli Rossin, piano a 4 mãos Ricardo Camatari, violino e Mayra Fajionato, piano Boaz Castro, violoncelo e Carlos Wiik, piano------------------------------------------------ 16h: Marina Gabetta, soprano; Chiquinho Costa, piano e Boaz Castro, violoncelo Fabiana Bonilha, piano "Hypocrás" (música medieval) * Acauan Normanton, violino * Pedro Bortolin, violoncelo * Gabriel Falcão, violão * Guilherme Sanita, percussão Marco Pedrosa, violoncelo; Maria Teresa Soto, piano e Kauê Norder, violão----------------------- 17h: Bruna Faria, piano Carlos Eduardo da Silva, clarineta e Isabela Siscari, piano Isabela Siscari, piano Luciana Vieira, soprano e Marcelo dos Santos, violão Reinaldo dos Anjos, clarineta e Carlos Wiik, piano "Torcendo Dedo" (quarteto de clarinetas) * Reinaldo dos Anjos, clarineta * Carlos Eduardo da Silva, clarineta * Julio de Oliveira, clarineta * Rafael Nini, clarineta * Adriana Laranjeira, pandeiro------------------------------------------------------ 18h: Stephen Bolis, violão e Gilber Souto Maior, viola caipira e bandolim Rosa Maria Gomes, piano e Roberval Welsi, piano "Deu Jazz" * André Correa, guitarra * Renato Amaro, guitarra * Vanessa Gimenez, voz * tiago natanael, bateria * Luciano Longano, contrabaixo Ana beatriz, soprano e Kauê Norder, violão------------------------------------------- 19h: Letícia Nunes, piano Felipe Santos, flauta transversal e Letícia Nunes, piano Felipe Santos, flauta transversal; Reinaldo dos Anjos, clarineta e Arthur Endo, violão de 7 cordas "Quarteto Edino Krieger" * Geneses Silva, violoncelo * Igor Nogueira, violino * Yuri Yatsuda, violino * Valdeci Merquiori, viola------------------------------------------------------------ 20h: Ana Beatriz Machado, soprano Arina Gabetta, soprano Laura Aimbiré, mezzo Márcia Guimarães, soprano Rodolpho Caniato, baixo Heitor Coelho, barítono Pepes do Valle, barítono Chiquinho Costa, piano Serviço: Música: inauguração da "Sala Kay F. Brown" Local: Escola de Artes Pró Musica. Avenida Palmital, 41, Jardim Flamboyant - Campinas Data: 11 de fevereiro Horário: a partir das 14h30 Entrada: gratuita Mais informações: (19) 3295-7873